HOTEL ESCOTEIRO

HOTEL ESCOTEIRO
cada foto tem uma história

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Pensamentos de uma jovem escoteira


Pensamentos por Elizabeth da silva Condorena
- Fiz uma nova amizade. Falamos pelo Orkut, pelo email e já nos entendemos. Ela quer participar do movimento, sonha com sua filosofia linda da vida ao ar livre, de poder conhecer a promessa, a lei e tudo aquilo que o escotismo tem de bom. Vejamos o que ela diz, pelas palavras simples que me escreveu:
Procuro chefe, um movimento que leve os jovens a enxergar os singelos momentos, a força que surge nas perdas, a segurança que brota no caos, a grandeza que emana dos pequenos gestos! (Augusto Cury).

 Me pego muito nesses pensamentos adoro ler sabe,  vendo como a vida pode ser alegre e mais feliz  com pequenas coisas e como domingo é dia de descanso, pode star  frio que  ninguém  acordaria cedo  por ser um dia de programas o Ministério de Dança  organizou um dia de lazer  cedinho após a missa, ai fomos pegar ônibus depois  passar no extra e comer um baita hambúrguer, brincar de queimada na  grama poder cair  pular  e dar risada  do tombo do outro e logo em seguida, você  cair e ver como a vida pode ser  bem aproveitada   simplesmente dando  tempo a si mesmo,  brincar na gangorra  , descer no escorregador  se  sujar com areia do play groud!
  Sabe amigo, sou jovem demais ou quase na idade de quase adulto. Hoje  muitos na minha idade  já tem dois ou três filhos, quem sabe drogados ou viciados,  ou já mataram alguém.
Não sou dona do mundo mais às vezes quero carregar o mundo nas costas, pode ser  em certa  forma de todos os movimentos que já conheci e olha que foram muitos. Dentre eles  cinco do Ministério de Dança que amo de todo coração e até  hoje sou eternamente grato a Deus através da dança. Ninguém acredita quando digo que a musica vai alem de "“ erguei as mãos “" dançar é bom demais mesmo.
Lembro-me quando comecei  os passos  desengonçados, caia  feito mamão maduro, nada dava certo, tudo era difícil  alguns não acreditavam. Acho que  os obstáculos que devem nos impulsionar, agradecemos a Deus  que nos fez vencer a vergonha o medo e  dançar foi lindo principalmente para quem até os 12 anos era muda na sala de aula!
 Acredito no poder que existe na essência do amor e digo - Os amigos que encontramos  é quem nos fazem acreditar!

Chefe deve estar muito confuso , ou não?
Tenho sede de conhecer  entender e ajudar. Quando conheci o  movimento de schoenstatt, formar homens e mulheres novos , em tese, e  separados por grupos femininos e masculinos, me encontrei nos ideais da renovação do homem, e ajudou a resgatar a dignidade  feminina .
 Anos incríveis  tambem  muitos deles com emoções de escaladas, caminhadas e cantorias de madrugada!
Fico pensando se um terço dos jovens tivessem vivido um pouco de cada coisa,  que pra mim foi e sempre será muito importante. Algumas coisas passam e continuam, o Ministério vou sempre que  posso estar  junto. Veja as  fotos do bosque maia. Foi muito legal ou de quando fui mãe  nos deixaram nascer  em um festival !
 O que me chama atenção no escotismo meu amigo é essa diferença. Pode perceber que sempre fui ligada a igreja de alguma forma nunca  discuti as  outras. Acho verdadeira perda de tempo,  sempre tive como  visão de que  Deus em si como  vi no livro A Cabana,  não está em instituições  ou obriga ninguém a ser igual, ou ter o que temos. O livre arbítrio que ele próprio nos deu deixa-nos livre para escolher onde nos sentimos  bem  e  nessa  linha que sigo minha  fé; Acredito em um Deus  amoroso e no que espera de cada um de nos. Por que ele  já sabe ate aonde vamos !

 Onde queria chegar, agora explico - quero muito conhecer e começar do pequeno lobinho com sua ajuda  Chefe. O que  vi no escotimo me foi apresentado por um amigo da internet, que  dentre tudo que já vi se destaca pela  força de formar pessoas  livres, que possam ser de qualquer religião, ter em si  desde pequenos o desejo de conhecer Deus, como vi os  lobinhos encenando a santa ceia no sábado que  fui!
(Elizabeth me pede ajuda, tento ajudar, apesar da distancia, me preocupo se não estou me explicando bem, dou exemplos, sugestões para que seu sonho de participar de um clã e ali viver toda a força do nosso movimento escoteiro seja um dia realidade)
: Um rochedo não é abalado pelo vento; a mente de um sábio não é perturbada pela honra ou pelo abuso. (Sakyamuni).

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Cançoes que os escoteiros gostam de cantar





       ALGUMAS CAÇÕES ESCOTEIRAS...


”PODER CANTAR, OUVIR E SONHAR COM AS CANÇÕES QUE APRENDEMOS, NOS TRAZ UMA PAZ E UMA GOSTOSA SENSAÇÃO DE ALEGRIA DE ESTAR COM NOSSOS IRMÃOS ESCOTEIROS!

“QUEM CANTA...  SEUS MALES ESPANTA!
E ...PÕE TUAS MAGOAS BEM NO FUNDO DO BORNAL, E SORRI!


 I N T R O D U Ç Ã O :

        O canto é uma das mais sublimes manifestações do sentimento humano.
        Aspirando a perfeição, não pode o Escoteiro deixar em segundo plano o aprendizado do canto.
        Alem dos hinos que despertam os sentimentos patrióticos, aprenderá as canções da vida escoteira e as melodias que refletem a alma do povo brasileiro.
        No cerimonial militar, encontram-se as seguintes instruções a respeito dos hinos :
a) As bandas de música militares só executarão o Hino Nacional nos dias de festa nacional e nas continências a Bandeira, ao Presidente da Republica e aos poderes Judiciários e Legislativos do país.
b) O Hino Nacional não se interrompe; a duração da continência é a duração do Hino Nacional;
c) No dia 7 de setembro, pôr ocasião da alvorada e nas retretas, as bandas militares executarão o hino da Independência; no dia 15 de novembro, o da Proclamação da República; e no dia 19 de novembro o Hino da Bandeira.
        As instruções acima prescritas devem ser observadas nos Grupos Escoteiros no que lhes tocar. Pôr outro lado importa que os Escoteiros conheçam os outros hinos, alem do Nacional e da Bandeira, para que se conservem em posição de Alerta quando são executados nos casos previstos.
        A saudação deve ser feita quando os hinos são executados pôr bandas de musica; quando os hinos são cantados a posição é apenas de alerta, mesmo quando içam ou arriam a Bandeira. Para a recepção e retirada da Bandeira em formaturas, não é preciso que cantem o Hino Nacional.
        O Hino Nacional foi composto pôr Manuel da Silva para a coroação de Don Pedro II, em 1841. Quando se plocamou a república fez-se um concurso para a adoção do novo Hino, mas ao se executarem as composições premiadas, Deodoro recordando a tradição  e as glórias da musica de Francisco Manuel, ordenou a Banda: - Toca o velho !. E assim conservamos as mesmas notas que animaram muitas gerações de brasileiros, hoje seguidas da letra que lhes pôs Osório Duque Estrada.
        O hino da Bandeira é de autoria de Francisco Braga. Os magníficos versos de Olavo Bilac.


oooooooooooooooooooooooooooo   
     
          H    I    N    O   S

                  HINO NACIONAL  

Musica de Francisco Manuel, letra de Osório Duque Estrada.

Ouviram do Ipiranga as margens plácidas,
De um povo heróico o brado retumbante,
E o sol da liberdade em raios fúlgidos
Brilhou no céu da Pátria nesse instante.
Se o penhor dessa igualdade
Conseguimos conquistar com o braço forte,
Em teu seio, ó liberdade
Desafia o nosso peito a própria morte.

            Ó Pátria amada,
            Idolatrada,
            Salve ! Salve !

Brasil, um sonho intenso um raio vivido
De amor e de esperança a terra desce,
Se em teu formoso céu, risonho e límpido,
A imagem do Cruzeiro resplandece.
Gigante pela própria natureza,
És belo, és forte, impávido colosso,
E o teu futuro espelha essa grandeza,
Terra adorada, entre outras mil
És tu, Brasil, ó Pátria amada,
Dos filhos deste solo és mãe
Gentil, Pátria amada, Brasil.

Deitado eternamente em berço esplendido,
Ao som do mar a luz do céu profundo,
Fulguras , ó Brasil, florão da América
Iluminado ao sol do novo-mundo.
Do que a terra mais garrida
Teus risonhos lindos campos tem mais flores;
Nossos bosques tem mais vida,
Nossa vida, em teu seio mais amores.

            Ó pátria amada,
            Idolatrada,
            Salve ! salve !

Brasil, de amor eterno seja símbolo
O lábaro que ostentas estrelado,
E diga o verde louro desta flâmula,
Paz no futuro e glória no passado.
Mas se ergues da justiça a clava forte,
Verás que um filho teu não foge a luta,
Nem teme quem te adora , a própria morte.
Terra adorada, entre outras mil,
És tu, Brasil, ó Pátria amada.
Dos filhos deste solo és mãe gentil
Pátria amada, Brasil ! .

oooooooooooooooooooooooooooooooooooo









                 HINO DA BANDEIRA

Musica de Francisco Braga
Letra de Olavo Bilac


ooooooooooooooooooooooooooooooooooooo

Salve, lindo pendão da Esperança,
Salve, símbolo augusto da paz !
Tua nobre presença lembrança
A grandeza da Pátria nos traz.

Recebe o afeto que se encerra
Em nosso peito juvenil !
Querido símbolo da terra
Da amada terra do Brasil !

Em teu seio formoso retratas
Este céu de puríssimo azul,
A verdura sem par destas matas
E o esplendor do Cruzeiro do Sul...

Recebe o afeto que se encerra. etc.etc.

Contemplando o teu vulto sagrado,
Compreendemos o nosso dever;
E o Brasil pôr seus filhos amados,
Poderoso e feliz há de ser.

Recebe o afeto que se encerra. etc.etc.

Sobre a imensa Nação Brasileira,
Nos momentos de festa ou de dor.
Paira sempre , a sagrada Bandeira,
Pavilhão da Justiça e do amor !.

Recebe o afeto que se encerra.etc.etc.

ooooooooooooooooooooooooooooooooooooo



         A   L   E   R  T   A

            Ra-ta-plan do arrebol
            Escoteiros vede a luz !
            Ra-ta-plan olhai o sol
            Do Brasil que nos conduz.

Alerta, ó Escoteiros do Brasil Alerta !
Erguei para o ideal os corações em flor !
O , mocidade ao sol, da pátria já desperta,
A Pátria consagrai o vosso eterno amor !
Pôr entre os densos bosques vergéis floridos
Ecoem as nossas vozes, de alegria intensa !
E pelos campos fora, em cânticos sentidos
Ressoe um hino ovante à nossa Pátria imensa
Alerta !  Alerta !  Sempre Alerta ! !
            um, dois, um dois...

Unindo o passo firme a trilha do dever,
Tendo o Brasil feliz pôr nosso escopo e norte!
Façamos o futuro, em flores antever,
A nova geração jovial confiante e forte !
E se algum dia acaso, a Pátria estremecida,
De súbito bradar : - Alerta !  aos Escoteiros,
Alerta !  respondemos : À Pátria, a nossa vida
E as almas entregar, iremos prazenteiros !
Alerta ! Alerta !  Sempre Alerta !
            um, dois, um dois...

oooooooooooooooooooooooooooooooooooo

      C  A  N  Ç Õ  E  S


     C A N T O  D A    A L V O R A D A

Amanheceu...
O céu é todo anil...
Alerta !  Alerta !
De pé pelo Brasil, pelo Brasil !

Alerta ! ó Escoteiros , sempre Alerta !
De pé pelo Brasil !

Amanheceu...
O céu é todo anil...
Alerta !  Alerta !
De pé pelo Brasil !.

ooooooooooooooooooooooooooooooooooooo

    CANÇÃO DA  DESPEDIDA

Porque perder as esperanças,
De nos tornar a ver !
Porque perder as esperanças
Se há tanto querer !

Não é mais que um até logo,
Não é mais que um breve adeus !
Bem cedo junto ao fogo
Tornaremos a nos ver.

Com as nossas mãos entrelaçadas,
Em redor do Calor,
Formemos esta noite
Um circulo de amor.

Não é mais que um até logo. etc. etc.

Pois o senhor que nos protege
E nos vai abençoar !
Um dia, certamente,
Vai de novo nos juntar !

Não é mais que um até logo,
Não é mais que um breve adeus !
Bem cedo junto ao fogo
Tornaremos a nos ver.

ooooooooooooooooooooooooooooooooooooo

       ACAMPEI LÁ NA MONTANHA  

Acampei lá na montanha,
De manha, fiz meu café.
Arrumei minha mochila
E toquei pra frente a pé...

Como é bom viver,
Acampando assim
Vendo o sol no horizonte nascer,
Todos devem ter,
Um grande ideal
e pôr ele lutar e vencer !
( musica de Sereno da Madrugada)

ooooooooooooooooooooooooooooooooooooo


       S I L Ê N C I O

Em silencio acampamento
Este canto vinde ouvir!
São fagulhas das fogueiras
Que nos dizem...
Escoteiros a servir !!!

-( Canta-se baixo e aumento ).

ooooooooooooooooooooooooooooooooooooo

          A D E U S     V A L  E  S

Adeus vales e montes queridos
Onde doces momentos passei.
Adeus campos e bosques floridos
Logo e sempre aqui voltarei !

Este céu é uma grande barraca
Pois é Deus nosso  Chefe Geral
Este sol é lanterna divina
Nossa vida é luz natural.

Adeus vales e montes queridos
Para cá sei que hei de voltar,
E a barraca aos pés destes montes
De novo iremos armar !.

ooooooooooooooooooooooooooooooooooooo

           T O D OS      J U N T O S

Todos juntos
Estamos reunidos outra vez,
Todos juntos
Estamos reunidos outra vez
E ninguém sabe quando
Todos juntos cantaremos
Todos juntos estamos
Reunidos outra vez.

ooooooooooooooooooooooooooooooooooooo
                C   U   M  B  A  I  Á

Cumbaiá Senhor, Cumbaiá,
Cumbaiá Senhor, Cumbaiá,
Cumbaiá Senhor, Cumbaiá,
Ó Senhor, Cumbaiá.

Alguém chora aqui, Cumbaiá
Alguém chora aqui, Cumbaiá
Alguém chora aqui, Cumbaiá
Ó Senhor, Cumbaiá.

Alguém reza aqui, Cumbaiá,
Alguém reza aqui, Cumbaiá,
Alguém reza aqui, Cumbaiá,
Ó Senhor, Cumbaiá.

Alguém canta aqui, Cumbaiá,
Alguém canta aqui, Cumbaiá,
Alguém canta aqui, Cumbaiá,
Ó Senhor, Cumbaiá.

oooooooooooooooooooooooooooooooooooo
       

         P  A  N  E  L  A  S

No acampamento o nosso tormento,
É ter que usar, panelas...
Pois o alimento requer cozimento
E ao fogo vão as ...panelas.

Lá o carvão e a fumaça
Põe fisna no caldeirão.
Dentro se é macarrão
Fica um grude que não sai, não !.

Foi-se o alimento chegou o momento
De ter de lavar ... panelas !
Negras nojentas, queimadas sebentas
Nos dão nas mãos as... Panelas !

Põe-se água e sabão,
Mais o sapólio e esfregão,
Toda força, toda força,
E o queimado não sai não !

Usa-se faca e areia depois de
Muito esfregar,
O alumínio se acaba
Sem o grude e o fisnado acabar.

Chega a chefia no meio do dia
Para inspecionar,
Panelas...
E os Escoteiros respondem fagueiros
Não existem mais, panelas !

oooooooooooooooooooooooooooooooooo

            CANTO DA PROMESSA

Prometo neste dia, cumprir a Lei
Sou teu Escoteiro, Senhor e Rei.

Eu te amarei para sempre,  cada vez mais,
Senhor minha promessa, protegerás.

Da fé eu sinto orgulho, quero viver
Tal como ensinaste, até morrer.

Eu te amarei ... etc. etc.

Com a alma apaixonada, servi-la-ei
A minha Pátria amada, fiel serei.

Eu te amarei ....  etc. etc.

A promessa que um dia, fiz junto a ti
Para toda a vida, a prometi.

Eu te amarei para sempre, cada vez mais,
Senhor minha promessa, protegerás.

ooooooooooooooooooooooooooooooooooooo
             




  CANÇÃO DO CLÃ

Em uma montanha bem perto do céu,
Existe uma lagoa azul.
Que só a conhecem aqueles que tem
A dita de estar em meu Clã.
ooooooooooooooooooooooooooooooooooooo
Lá, lá, lá, lá , La ....

A sede de riscos, que nunca se acaba,
As rochas que vamos escalar.
Um rio tranqüilo que canta e que chora
Jamais poderei olvidar.

Lá, lá, lá, lá, lá...

oooooooooooooooooooooooooooooooooooo

            ACORDA ESCOTEIRO

Acorda Escoteiro acorda,
Que o galo já cantou.
Acordou Escoteiro acorda
Que o galo já cantou.
Cantou, cantou, cantou cantou cantou !
Cantou, cantou, cantou cantou cantou !
Cocoricoricori, cocoricorico,
Cocoricoricori, cocoricorico.

Acorda Escoteiro acorda,
Que o boi já mugiu...
(Repetir)

Muuú, u , u, Muuú, Muuú,
Cocoricoricori etc.

Acorda Escoteiro acorda,
Que a ovelha já baliu
(repetir)

Baliu, baliu, baliu, baliu baliu,
Muuu, etc.
Cocoricoricorico etc.

Acorda Escoteiro acorda,
Que o gato já miou,
(repetir)

Minháu, minháu etc.

oooooooooooooooooooooooooooooooo

           LÁ AO LONGE

Lá ao longe, muito distante,
Fica o campo, onde eu vou.
Paisagem bela, e deslumbrante
Onde a Tropa já avistou !

Vim da cidade, vida agitada,
Agora eu quero é descansar !
Vou pra longe, muito longe
Ao pé da serra, com a tropa, acampar.
(repetir).

oooooooooooooooooooooooooooooooo

     A ARVORE DA MONTANHA

A árvore da montanha oleriaô,
A árvore da montanha oleriaô.
Esta árvore tinha um galho,
Ó que galho, belo galho,
Ai, ai , ai que amor de galho.
ooooooooooooooooooooooooooooooooo
O galho na árvore...

E a árvore da montanha etc.

E este galho tinha um broto,
Ó que broto, belo broto,
Ai ai ai que amor de broto.

O broto no galho e o galho na arvore!

E a árvore da montanha etc.

- Este broto tinha uma folha...
- esta folha tinha um ninho...
- Este ninho tinha um ovo...
- Este ovo tinha uma ave...
- Esta ave tinha uma pluma...
- Esta pluma foi ao índio...
- Este índio tinha um arco...
- Este arco tinha uma flecha...
- E esta flecha foi na árvore...

E a árvore da montanha, etc.

ooooooooooooooooooooooooooooooooooooo

                  O   CUCO 

Da Noruega, distante,
Veio esta canção.
Canto o Cuco, uma vez
Preste bem atenção

Tiriaoia, Tiriaoia, cuco,
Oia Tiriaoia, cuco.

Da Noruega, distante,
Continua a canção.
Canta o Cuco, duas vezes
Preste bem atenção.

Tiriaoia, etc.
(Repetir duas vezes e aumentar até cinco)
(Fazer os gestos característicos.

oooooooooooooooooooooooooooooooooo

                          O MAR ESTAVA SERENO

O mar estava sereno, sereno estava o mar,
O mar estava sereno, sereno estava o mar.

Vamos ver lá luna, lá luna, lá luna,
Vamos ver lá luna, lá luna, lá luna.
Vamos ver lá luna, lá luna, lá luna !!!
Vamos ver lá luna, lá luna, lá luna.

( Repetir usando as vogais a, e , i , o , u)

ooooooooooooooooooooooooooooooooooooo

                BELA POLENTA

Quando se planta lá bela polenta,
Lá bela polenta, se planta cosi,
Se planta cosi !
ooooooooooooooooooooooooooooooooooooo
Ôôôôôô ! bela polenta cozi.
Tatapum, Tatapum, Tatapum Tatapum!

Quando se cresci uma bela polenta
Uma bela polenta, se cresci cosi.
Se planta cosi, se cresci cosi !

Oôô etc.

- Quando se infiora uma bela polenta;
- Quando se moge uma bela polenta;
- Quando se cose uma bela polenta;
- Quando se manha uma bela polenta;
- Quando se gusta uma bela polenta;

ooooooooooooooooooooooooooooooooo

 Os instrumentos musicais trazem maior
beleza as canções escoteiras. Incentivem
seus jovens a levar ao campo ou mesmo na
sede os instrumentos de seu conhecimento!

oooooooooooooooooooooooooooooooooo  








Aguarde novas e antigas canções