HOTEL ESCOTEIRO

HOTEL ESCOTEIRO
cada foto tem uma história

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

NACIONALISMO OU UFANISMO ESCOTEIRO?


Nacionalismo ou ufanismo Escoteiro?
Ideologia segundo a qual o indivíduo deve lealdade e devoção ao Estado Nacional, compreendido como um conjunto de pessoas unidas num mesmo território por tradições, língua, cultura, religião ou interesses comuns, que constitui uma individualidade política com direito de se auto-determinar.
Ufanismo. O adjetivo ufano provém da língua espanhola e significa a vanglória de um grupo, arrogando a si méritos extraordinários. Portanto pode-se afirmar que o ufanismo é a atitude ou posição tomada por determinados grupos que enaltecem o potencial da organização a que pertencem.
                        Não sei se seria a definição exata. Acredito que seja Ufanismo. Quem sabe meus amigos que me lêem podem ter outra definição. Um surto de nacionalismo ou ufanismo escoteiro está em curso. Nunca existiu assim. Talvez as redes sociais facilitassem este arroubo de nosso escotistas e jovens que deles participam. Isso era impossível no passado. Devia existir, mas de maneira diferente. Sentimentos existentes no pensamento e no coração de cada um. Exposto quem sabe para amigos e conhecidos.
                       Ninguem saia por aí a dizer: - Amo o Escotismo - Sou escoteiro de Coração – Uma maneira de ser feliz – Escotismo. Muito mais que uma amizade! – Escotismo, em evolução (a foto do ser humano desde os primórdios até um escoteiro à frente) – Você prefere ir ao Shopping ou ser escoteiro? Minha Promessa é minha lei!  Uma mudança radical na propaganda escoteira.
                    Difícil ver isto no passado. A internet facilitou muito. Hoje são milhares ali dizendo em alto e bom som que amam o escotismo. Colocam fotos escoteiras, desenhos, todo tipo de propaganda que estão trazendo benefícios enormes ao movimento escoteiro. Acredito até que uma pequena porcentagem do motivo do nosso crescimento (meio pífio é verdade) pode ser creditada a esse ufanismo escoteiro.
                    Dizem que o nacionalismo e até mesmo o ufanismo são uma tese. Usados com o mesmo sentido de patriotismo. Mas outros dizem que o nacionalismo é um movimento político em favor da liberdade e autonomia dos povos, do direito de criar seus próprios Estados. Aqui eu o coloco em sentido figurado. Uma maneira de extravasar sua ideologia em prol de uma filosofia em que acredita e trás dentro de si. Acho que não difere muito do ufanismo.
                   Interessante que nesse caso, o nacionalismo escoteiro não implica necessariamente na superioridade de uma etnia em detrimento de outras. Um respeito recíproco é aqui visto com evidencias de que o comportamento aceita naturalmente as diversas correntes do escotismo. Dizem os estudiosos que o nacionalismo já produziu evidência de que tal comportamento pode ser derivado de preferências inatas do ser humano desde a infância.
                  Mas agora não se trata só desta tese. Adultos que a pouco ingressaram nas fileiras escoteiras abraçam com amor a causa que escolheram. E olhem, são centenas de milhares. Uma corrente que só tende a crescer. Uma aceitação dos que não são ou já foram com idéias simplistas de voltar às origens. Mas infelizmente não vejo nossos dirigentes escoteiros analisando, vendo, assistindo e quem sabe estudando como aproveitar melhor este arroubo nacionalista/ufanista.
                 O tema é novo. Pelo menos para mim. Quem sabe um pequeno surto que poderá trazer benefícios enormes ao crescimento quantitativo e qualitativo ao nosso escotismo Brasileiro. Acredito nisso. Não no trabalho realizado até então. Todos sabem o que penso. Não vou repetir aqui. Mas que os dirigentes coloquem seu vagão neste trem do nacionalismo/ufanismo escoteiro que está crescendo assustadoramente.
                Que nossos dirigentes procurem ver o que eles os escotistas dizem, o que escrevem e cá entre nós, falam somente coisas boas. Mas a continuidade, pode se esvaziar e se isso não for aproveitado logo o futuro poderá não ser frutífero como hoje. Este Nacionalismo/ufanismo Escoteiro espontâneo pode não durar para sempre.
              A internet está aí. Ninguem, ou seja, eu mesmo nunca poderia imaginar o que está acontecendo. Uma velocidade enorme de mudanças. Todos querendo participar para não ficar parado na história. Repito, não vejo nossos dirigentes aproveitando esta grande oportunidade. Ainda se encastelam no anonimato nessas redes sociais. Alguns poucos sites, alguns links e mais nada.
              Não dão retorno. Não há sinal de que estão trabalhando junto a todos que ali postam, escrevem e dizem o que pensam. Ainda não viram o Nacionalismo/ufanismo Escoteiro em ação. Não sei se estão sorrindo, contentes, quem sabe dizendo que esperavam isso pelo seu trabalho realizado. Será? Não sei.
              Acredito mesmo que isso dará frutos. Ainda está disperso. Cada um é dono de sua própria idéia, e lá diz o que pensa. Gosto disto. Ainda existe aquela fidelidade, a obediência às normas escoteiras. Muito bom também. Pena que será um trabalho longo, mas proveitoso e não sei se estarei aqui para ver o resultado. Ainda bem que as redes sociais são ideologicamente corretas. A liberdade de expressão e pensamento faz parte democrática da internet.
              Quem sabe meu sonho e claro de muitos como eu de termos mais de 500.000 escoteiros no país estejam caminhando para o sucesso. Deus queira que sim. Espero que não apareçam outros que mudem o sentido de tudo que está sendo feito. Temos muitos que podem e são perfeitamente capazes. Mas o sucesso se apresenta de forma clara e correta. Uma maneira simples de dizer, Escoteiros! Sigam essa trilha, amem o escotismo, mostrem que se orgulham de ser um deles.
Eu não me importo com o que os outros pensam sobre o que eu faço, mas eu me importo muito com o que eu penso sobre o que eu faço. Isso é caráter.