HOTEL ESCOTEIRO

HOTEL ESCOTEIRO
cada foto tem uma história

sábado, 11 de janeiro de 2014

Um relato do Chefe Alexandre Diniz.



Sempre é bom ouvir opiniões.
Um relato do Chefe Alexandre Diniz.

Hoje é sábado, dia de atividade e tenho pensado sobre o "ser chefe escoteiro"...

Todo sábado, às vezes domingo, e sempre durante a semana... Abrir mão de muita coisa, até mesmo dedicar fundos e reservas financeiras que um dia podem vir a me fazer falta... Programar, estudar, aprender, correr riscos e assumir a responsabilidade de cuidar dos filhos de outras pessoas... O movimento escoteiro transforma muito, melhora demais as pessoas... Eu mesmo mudei muito meu jeito de ser, de agir... Devo muito a ele! Cometi muitos erros no passado e venho sempre buscando melhorar... É e foi nele que encontrei soluções... Já fui jovem, fui escoteiro, depois sênior, aos 18 anos sai por desinteresse, ficou chato! Troquei o movimento por viagens de verdadeiras aventuras e desafios! Cada vez maiores... “quase morri muitas vezes”! Uma vez quebrei os dois braços os dois pernas na base do "aprender fazendo"! (risos) mas dói ate hoje! Enfrentei muita coisa, atravessei desertos, passei frio, fome e todas as intemperes "sem maiores problemas" obvio que não foi tão fácil assim, mas sempre estive preparado! O que aprendi no escotismo me proporcionou essa confiança e esse espirito! Hoje olhando para traz, só tenho coisas boas a contar e a lembrar... No momento atual sinto o peso de tudo isso e me pego pensando se já não é hora de agradecer e largar esse mundo... Trabalhar com o jovem é a melhor coisa do mundo! Agora lidar com adultos, manobras de associações, interesses pessoais, invejas, picuinhas... Não preciso disso... Tenho uma vida inteira pela frente. 

Será que devo ficar preso a essa rotina? Até onde vale esse mundo de egos e modelos?
14 de dezembro de 2013 

Obs. Sempre é bom saber que tem chefes que olham além da ponta do seu nariz como dizia BP. Sinto-me orgulhoso em ver um relato assim. Simples, despretensioso, mas objetivo. Mais e mais escotistas precisam acreditar que sem democracia não iremos a lugar algum. Nosso movimento está nas mãos de poucos que não aceitam opiniões e se aceitam elas são guardadas no fundo de um baú. O Chefe Alexandre me parece está sendo julgado em uma comissão de ética. Será que será um julgamento democrático? Ou será que vai ser condenado por suspeita?

Parabéns meu amigo Alexandre.