HOTEL ESCOTEIRO

HOTEL ESCOTEIRO
cada foto tem uma história

sexta-feira, 13 de março de 2015

Era uma vez... Um pronto socorro Escoteiro.


Conversa ao pé do fogo.
Era uma vez... Um pronto socorro Escoteiro.

                 - Chefe! Vou sair do movimento. Está chato demais as reuniões de tropa! – Chefe! Sou Guia, minha patrulha é machista e não me aceita, falei com o meu Chefe que é homem e ele não sabe como resolver! – Chefe! Minha patrulha só tem três comigo. Como fazer jogos ou atividades de campo só com os três? Chefe! Minha Alcateia só tem onze lobos. Só três lobinhas. Tento tudo e não consigo aumentar! – Chefe! Fiz cursos de lobos e olhe, ainda não entendi bem a mística da Jângal! Chefe! Aqui no grupo só tem eu e minha mulher na chefia, não consigo ninguém para ajudar! – Chefe! O Diretor Técnico colocou todos na sala e disse da mudança de uniforme. Disse para votarmos, mas ele falou que iria ficar com a vestimenta! Chefe! Vemos muitos chefes fazendo belos artigos sobre atividades aventureiras, onde aprendo isto? Chefe! Quero um curso para me reciclar, existe no Brasil um curso daqueles que dizem para voltar a Gilwell? Chefe! Chefe! Todos os dias alguém me chama de Chefe e em e-mails ou em minha página no bate papo sempre tem alguém batendo na minha porta.

                 Eu tento responder a todos eles mesmo sabendo que nem sempre tenho a resposta para todos. Infelizmente meus 66 anos de movimento não me deram todas as respostas que queira ter. Bom seria alguém presente para mostrar onde está o erro. Erro? Tem mesmo? Afinal não tem cursos para Assessor Pessoal? Não tem cursos para de Dirigentes Institucionais usados pelos formadores? Não tem cursos preliminares? Não tem cursos para aprender tudo que a UEB faz? Já vi até um sobre Disciplina Nacional, outro sobre Métodos Educativos e tantos outros que me esqueço agora. Não vou discutir, pois sei que tem uma enormidade de cursos. Porque todos os chefes não o fazem e aprendem? São caros? Meu amigo olha o que disse um dirigente da UEB:  Não existe almoço grátis! Mas o que você quer? Um curso de reciclagem? Um curso para lhe dar boas noções de programas? Acho que deve ter um curso só de programas não? Falta-lhe jogos? Este também tem curso técnico de jogos. Não tem? Bem faça então um Curso de Técnicas Escoteiras e vai ajudar muito você. Não tem? Então faça um curso de Programando o programa. Não tem? Melhor procurar um Curso completo de sistema de patrulhas. Ele sim vai lhe dar um caminho a seguir. Não tem?

                    Que diabos é isso? Só tem curso avançado, preliminar, cursos para formadores (vi uma foto outro dia que em um estado brasileiro eles fizeram um seminário, na foto calculei mais de 200 participantes. Todos sorrindo, se sentindo bem na corte. Ora, vai ter formador assim lá nas conchichinas). Será que nos cursos não tem tempo para discutirem os problemas das tropas e alcateias? – Chefe! Hoje em dia o Sistema de Patrulhas nem é cobrado quando fazemos o questionário da IM. Bolas, melhor então procurar seu distrital. Ele vai saber como agir. – Chefe! Nosso distrital mal visita os grupos. Ele não tem tempo e reclama de não ter dinheiro ou reembolso de gasolina para visitar os grupos! Ainda bem que moro em um estado de elite. Aqui não tem nada disto. Não tem? Firula Chefe, firula. Vá viajar pelo interior, vais encontrar dezenas de grupos com menos de doze lobos, menos de doze Escoteiros e eles são divididos em três ou quatro patrulhas!

                   Até aí tudo bem. Tudo anda as mil maravilhas. Tem muitos escotistas ligados a direção que sempre tem em mãos a solução para o problema. – O Chefe precisa fazer cursos, o Chefe precisa ter uma boa literatura Escoteira em casa. O Chefe precisa aprender com os grupos bem formados. O Chefe, o Chefe! Coitado do Chefe o que ele faz ali? Porque ninguém diz o que os lideres precisam fazer? Porque ninguém diz para eles procurem juntos aqueles mais humildes como resolver? Que liderança é esta que só sabe baixar normas, cobrar altos preços por uma atividade ou curso? Que liderança é esta que sabe pensar em nome de todos, liderança que determina que muda programas, que faz e desfaz do que existe ou existiu? Porque esta liderança não vai à casa de Noka, conversar com ele e ver o que ele precisa? Tem cursos de aconselhamento? Um grande Chefe que todos chamam de Velho Lobo sempre tem as respostas na mão. Ele sabe como deve ser, pois pertence ao um Grupo Escoteiro de Elite. Converse com ele e sairás maravilhado com suas explanações. Mas e daí? Ele é gente fina, sabe o que os chefes precisam, mas nunca comenta o que os lideres devem fazer.

                      Os meninos e meninas que reclamam comigo eu sei que ficarão pouco tempo. Eles sabem que ali não dá mais. Culpa do Chefe? Não culpa dos dirigentes que não deram a ele oportunidade de aprender a fazer fazendo. Não deram para ele condições para participar de cursos. Deram sim uma cantina, aonde ali o $ (cifrão) do real vem em primeiro lugar. E meu amigo, você tem culpa sim. Você aceita tudo de mão beijada. Não diz para os grandões que você precisa de ajuda. Você se esconde na sua própria sombra, não procura lutar pelos seus direitos. Quando concorda comigo ou outro Chefe amigo se cala. Tem medo? De quem? Dos politicamente corretos? Diga-me, por favor, é o escotismo quem precisa de você ou é você quem precisa do escotismo? Perder o emprego vá lá, mas perder a oportunidade de lutar pelos seus direitos não faz parte de um verdadeiro Chefe Escoteiro. Desculpe-me!

                     Não fique chateado comigo. Eu gosto de você. Eu o defendo em todos os lugares aonde vou. Sinto-me bem em um grupo pequeno, fraterno, simples onde os sorrisos não tem falsidade. Portanto é hora de você lutar pelos seus direitos. Não acredite na falácia que dizem que tudo se resolve em uma Assembleia. Conversa para boi dormir. Sei que uma andorinha só não faz verão, mas precisamos lutar pelos nossos direitos. Lutar por uma transparência Escoteira que até hoje não houve. Lutar para poder sugerir e discutir planos que não são seus. Lutar pelos seus direitos de votar e ser votado. Diga isto para todos os chefões. Não tenha medo. Eles poderão sorrir azedo, fazer admoestações, dizer que você poderá ser excluído do movimento. Mas pense bem, me diga quem põe a comida em sua mesa? Quem paga suas contas? Quem educada seus filhos? Quem levanta cedo e volta à tarde do trabalho correndo para sobreviver?


                         Pois é. Olhe para dentro de sí. Você aos sábados fica a disposição do escotismo. Ao seu modo tenta tudo para fazer as crianças felizes. Tem alguém da direção lá com você? Tem alguém dizendo que veio para ajudar? Tem alguém que se preocupa com as finanças do Grupo? Tem alguém que diz que vai presentear você com uma linda biblioteca Escoteira? Tem alguém a dizer que agora irão cobrar uma taxa simbólica para seus jovens participarem de uma atividade regional ou nacional? E finalmente você recebeu algum elogio deles ultimamente? Nem uma medalhazinha?