HOTEL ESCOTEIRO

HOTEL ESCOTEIRO
cada foto tem uma história

terça-feira, 15 de novembro de 2016

Porque perder as esperanças...


Porque perder as esperanças...

             Terça feira “braba” sem sol, algum chuvisco, mas eu não iria fugir. Era dia de caminhar, mochila nas costas, farnel no bornal, bastão e bandeira ao vento lá ia eu para o Grande Acampamento. Trilha gostosa, passarinhada cantante, lá no regato peixinhos a nadar. E eis que na curva do caminho surge Ele, o Senhor Todo Poderoso. – Vado Escoteiro, Ele me interpelou. – “Quo vadis”? Poderia ter respondido que agora eu vou para aquele que me enviou, e ninguém iria me perguntar novamente: - Para onde vais? (João 16:5). – Mestre! Eu vou acampar. – Ele sorriu beatificamente. – Com esta idade? Mestre! Senhor Todo Poderoso, eu sou Escoteiro, se não acampar serei um pária, um impuro nos meus pensamentos palavras e ações. Não posso ser um intocável afinal tenho que marchar pela grandeza do Brasil. O Mestre sorriu lindamente. – Vado Escoteiro, ele disse – Não sabe o que está acontecendo? O país vira-se para o ar, o vento parou de soprar. Duvidas estão por aí procurando seu lugar e você meu amigo vai acampar?

              Parei, olhei para Ele e me ajoelhei. – Perdão Mestre, mas o que eu posso fazer? Não sou nada, apenas um velhote Escoteiro que tem a filosofia Badeniana no peito e no coração. Não entendendo de politica, não quero me intrometer. Diga-me Mestre, afinal a culpa de tudo isto não é da plebe? Não foi ela quem elegeu os sacripantas! A Própria direção escoteira não tem lá uma cambada que são chamados de Correligionários Escoteiros? Eu não vou me meter nesta cumbuca! – Não fuja Vado Escoteiro, sua hora chegou. Vou lhe dar plenos poderes para consertar o país e fazer o que quiser! – Nossa! Quanta honra! Se a UEB soubesse disto correria atrás de mim para uma “verbinha” qualquer! Eles adoram um dinheirinho no caixa. – Agora me diga, com plenos poderes o que irá fazer para consertar a nação? – Pensei que poderia baixar uma lei obrigando a todos serem escoteiros por dez anos. Mas isto seria imposição e eu sou um democrata da cabeça aos pés! – Não do CAN ou da DEN nada disto. Democrata, democracia.

            Agora me diga quais serão suas primeiras providencias? Disse o Mestre. – Senhor, deixe-me pensar. – O Cunha iria ficar vinte anos na Ilha das Cobras. Um bom lugar para ele morar. A Dilma daria uma passagem só de ida para a Rússia. Trabalhar para o Putin por trinta anos. O danado do russo não larga mão do seu cargo. Sei que o povo russo iria esbravejar, mas cada um tem o que merece. O Lula junto com seus amigos, uma passagem para o Islã. Não aquele leal, e sim aqueles que adoram cortar uma cabecinha vestido de vermelho. Afinal ele não adora o vermelho? Vou dar a ele uma metralhadora israelense sem balas e colocar ele na linha de frente. Tem mais Mestre, o Temer não fica. Sei que sua esposa é linda, mas irá passar uma temporada em Bangladesh. No campo é claro, Sem cargo, uma casinha no campo, uma enxada e meio saco de arroz para plantar. O Aécio e o Alkmin passariam uma temporada em Cuba fazendo comida e dando banho no Fidel por dez anos.

               - Mas acha que isto resolve? Perguntou o Mestre. – Sei que não. Tenho que dar um jeito no Lewandowski. O Cara é chato prá xuxú. Tem uma conversinha para boi dormir. Ponho ele para varrer o supremo e coloco lá o Moro. Este sim é meu herói! – Mas ele nunca foi escoteiro! – Disse o Mestre. Não foi, mas vou dizer para ele quando assumir chamar no supremo o CAN e o DEN da EB. Dar a eles 24 horas para voltar o nome que fez história – UEB! Cancelar tudo que ela mudou. Voltar a Jornada de primeira classe, as estrelas de metal e a Flor de Lis original - E o que vai fazer com o congresso? – Mestre, ali quase não sobra ninguém. Colocarei em volta as Forças Armadas e transformarei aquela cambada em um grande Big-Brother. O Bial iria morar lá também para aprender a deixar de ser chato. Todos a pão e água sem prêmio. Dois anos para ver quem vai ser o campeão. Kkkkkk.

                      – Porque está rindo Vado Escoteiro, não tem coração? – Mestre, estou dando uma oportunidade a todos eles. E quem sair de lá não vai morrer de fome. Levarei a cambada do Congresso Nacional para o Pico da Neblina no Amazonas e eles irão para lá plantar mandioca e colher Látex das Seringueiras! – Eu estava empolgado, fazia mil planos, esqueci até mesmo do meu acampamento. Iria levar o Ex-Ministro Joaquim Barbosa e a Carmem Lucia do Supremo para me auxiliar. Quem sabe iria fazer uma grande Indaba com meus amigos aqui do Facebook para me darei ideias e me ajudar. Não sei se todos são de confiança, mas tenho que acreditar na palavra escoteira. – Finalmente o Mestre disse – Olha, a partir de agora, você é meu representante na terra. Faça o que quiser! – Posso mesmo mestre? Posso mandar para Ciudad Juárez no estado de Chihuahua no México o Donald Trump? Olhe para ele não se sentir só, quem sabe vai também a Hilary Clinton?

                – Tudo bem Vado Escoteiro disse o Mestre, mas tome cuidado. Belzebu e Satanás vão estar atrás de você. Se for forte e cheio de ideais escoteiros tudo bem se não meu amigo não tenho como ajudá-lo. Vais morar para sempre nas "Prefundas do Inferno”! - “Mama mia”! Comecei a suar. Muita responsabilidade para consertar o Brasil. Pensei em consultar Baden-Powell no Grande Acampamento, mas soube que lá estava lotado e ele perdeu seu lugar de chefão conforme alterações no novo Estatuto da EB. Levantei dei adeus para o Mestre e parti com mil planos para colocar em ação. No caminho o sol sumiu. Nuvens negras no ar. Repetia comigo: - Nuvens baixas cor de cobre, é temporal que se descobre! Chuva agora? No alto da montanha ouvi uma gargalhada do capeta, na curva do Boi Bravo vi o Demo o Coisa ruim, o diabo e satanás a me esperar.


                   Comecei a tremer. Falta de ar! Não conseguia gritar a voz falhava. Alguém me beliscava me balançava. – Marido! Marido! De novo com pesadelos? – Acordei, olhei para a Célia. Graças a Deus e dei um beijão nela. Que me desculpe o Mestre, mas eu não vou me meter neste “imbróglio”. Impeachment da Dilma, o Temer presidente, o Cunha no xilindró, seja lá o que for melhor é escrever meus contos e histórias. Lá sim estou em casa. Nos meus contos e histórias eu sou sempre herói!