HOTEL ESCOTEIRO

HOTEL ESCOTEIRO
cada foto tem uma história

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Seu monitor é seu amigo?


Crônicas de um Velho Chefe Escoteiro.
Seu monitor é seu amigo?

                            É uma pergunta não uma afirmação. Sonhamos muito com a patrulha perfeita. Ordeira, trabalhando e aprendendo entre si, onde todos procuram ser lideres e liderados. É possível isto? Pode ser, mas não é fácil. Principalmente na idade da razão que anda nossos escoteiros ou mesmo seniores e guias. Demora tempos para termos uma patrulha que confiamos apesar de que confiar devia acontecer com todas as outras. Sei que cada monitor tem seu estilo, alguns mais exigentes outros mais calmos, e muitas vezes se deixando levar por um da patrulha cuja liderança se sobressai mais. Sei que a maioria leva tudo no grito, na força, na reclamação e no choro sem razão. Bem são monitores ainda não formados, mas se entre adultos não é fácil manter uma equipe que de lá entre jovens. Um Chefe de uma Tropa próximo a minha cidade dizia: - Monitor, enquanto estiver em uma equipe, siga o exemplo de seus dedos e lembre-se de que eles não fariam nada sozinhos.

                A patrulha unida onde cada um colabora para ser mais um encontra seu caminho para o sucesso em passadas largas. Hoje devido à evasão e a falta de adestramento dos monitores se torna difícil patrulheiros ou patrulheiras que ficam por mais de um ano na patrulha. Cada Chefe sabe onde aperta seu sapato. Isto deve ser para cada um a luta constante com seus monitores. Muitos aprendem com eles e com suas ideias ouvidas através dos seus jovens sabem que estão no caminho certo. Monitor não é um bicho papão, mas tem de ser ouvido e respeitado. Ele é sim o responsável pela patrulha, fala o mesmo idioma deles, sabe o que cada um quer e o que fazer para motivá-los a continuar na patrulha por muito tempo. O bom monitor gerencia a equipe pela afetividade, compreensão e sabedoria das palavras; nunca usa palavras de desmotivação e jamais impõe sua presença como força maior; e sempre se coloca como parte da equipe e não o cabeça da mesma. Alguns exemplos para os monitores:
    
Guia - um exemplo a seguir;
Companheiro - um amigo que dá ajuda e conselhos, compreensivo;
Comunicativo - diz as suas ideias;
Leal - de confiança, preocupa-se muito com o que faz;
Democrático - respeita todas as opiniões da mesma maneira;
Humilde - não mostra a toda à gente as capacidades que tem e dá valor às dos outros;
Trabalhador - aplica-se nas suas tarefas;
Responsável - faz sempre as suas tarefas; 
Assíduo e pontual - chega na hora e não falta;
Participativo - ajuda em tudo o que é preciso, está sempre pronto.

O que o Monitor não é e nem deve ser:

- O sabichão, saber tudo ou ter a mania que sabe;
- O mandão, mandar em todos ou ser mandado;
- O mauzão, zangar-se quando as coisas estão mal; 
- O patrão, delegar tarefas e não fazer nada; 
- Carne para canhão, assumir sozinho as responsabilidades de uma situação de patrulha;

                           Pensemos no monitor bem formado como aquele que aglutina e mantem o espirito da patrulha bem alto e feliz.  “O Monitor não manda, o Monitor orienta!”. O Monitor não empurra a Patrulha. Providencia para que ela vá ao seu lado. Roland Philipps dizia:
Não deves ser nem ama-seca, nem Tenente berrão, nem domador de feras, mas apenas um irmão mais velho que conduz porque sabe, e a quem se segue porque se ama. E completa mostrando como o Monitor deve agir: - Foste eleito porque a tua patrulha gosta de ti e tem confiança em ti. Os teus elementos não esperam que sejas perfeito, mas olharão para você para se orientarem. Pequenas coisas tais como chegar no horário nas reuniões, usar o uniforme corretamente e ter sempre boa disposição é um padrão para que eles possam te copiar. Se viveres de acordo com a Lei do Escoteiro e fizeres uma boa ação diariamente, os teus patrulheiros em breve te acompanharão. Se avançares no teu sistema de progresso, é provável que eles também o façam. Ser Monitor de Patrulha significa que deverás bom – ou pelo menos esforçar-te – nas coisas que esperas que a tua patrulha faça. Bom ou mau, eles seguirão o teu exemplo. Se for um bom exemplo, todos ganharão com isso – especialmente tu.


                Baden-Powell em suas lembranças e notificações dizia que o Monitor de Patrulha que obteve êxito tem todas as possibilidades de vir a vencer na vida quando for lançado no Mundo. O Monitor de Patrulha deve ganhar autoridade entre os seus patrulheiros, não por meio de constantes ordens e gritos, mas conquistando uma ascendência sobre eles por meio da amizade pessoal e pelo exemplo que é capaz de fazer ele mesmo tudo o que manda fazer, para que cada um faça o seu trabalho animado por uma enérgica lealdade para com o seu monitor e pelo desejo de ajudá-lo. Para se conseguirem do Sistema de Patrulhas resultados de primeira qualidade, é preciso conceder aos jovens Monitores de Patrulha responsabilidade autêntica e generosa; - concedendo-lhes apenas responsabilidade parcial, não se alcançam senão resultados parciais.