HOTEL ESCOTEIRO

HOTEL ESCOTEIRO
cada foto tem uma história

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Apenas coisas da modernidade.


Crônicas de um Velho Chefe Escoteiro.
Apenas coisas da modernidade.

Nova promessa alternativa nos Escoteiros do Brasil.
O Conselho de Administração Nacional (CAN) estuda criar uma promessa alternativa que englobe outras religiões, credos, espiritualidades e que necessariamente têm Deus como referencia. Ela não vai alterar a existente. Diz o CAN que o objetivo é o respeito à diversidade religiosa dentro da associação. Pedem opiniões de todos que possam dar sugestões. Estes devem se dirigir ao local próprio, ou seja, o site da associação. www.escoteiros.org.br/contato/elogio. Vamos aguardar. Como alguém disse se isto vai ajudar no nosso crescimento e teremos uma participação maior da sociedade brasileira. Porque não? Bem vindos aos tempos modernos.

Eleições regionais em 2016.
Aproxima-se a troca de “comando” das regiões Escoteiras. Os candidatos começam a aparecer. A primeira “chapa” se chama POR AMOR A São Paulo. Suas propostas podem ser vistas na sua Fanpage. Todos conhecidos e batalhadores pelo escotismo paulista. Como sempre prometem algum muito importante: - Transparência consulta pesquisa etc. Gosto de ver a turma interessada fazendo politica. Agora aguardar as demais “chapas” e suas “promessas de campanha”. Adoro promessas. Na maioria nunca são cumpridas. Meu medo é sair um Presidente tipo o que temos visto por aí na presidência da Republica e no Congresso Nacional. Risos. Deus me livre. Vamos aguardar. Bem vindos aos tempos modernos!

Membro do CAN prestando contas.
Em seu estado um membro recém-eleito do CAN realizou uma apresentação dos sete primeiros meses de seu mandato como Conselheiro Nacional. Quase setenta presentes na sua explanação. Dissertou sobre algumas ações desenvolvidas junto ao CAN e iniciativas dos Grupos de Trabalho que faz parte. Eventos nacionais, Avaliação do Planejamento Estratégico e participação na Comissão Nacional de Reconhecimento e Condecorações. Mostrou que seu mandado será transparente. Bom mesmo seria uma transparência da liderança escoteira no Brasil. Quem sabe começar a conversar, escutar e pesquisar? Bem vindos aos tempos modernos.

Aumento do efetivo.
A uma euforia no ar. A EB (Escoteiros do Brasil) irá registrar este ano um número superior a 80.000 membros. Poderá chegar a 81.000 ou 82.000. Superou assim quase cinco mil do ano anterior. Só não explicou porque comparou 2014 a 2010 e achou que teve crescimento fantástico. Não explicou a evasão de quase 5.800 membros neste ano. Enfim, é um sobe e desce enorme. Um ano sobe outro ano desce. Quem sabe os novos membros do CAN iriam ser mais transparentes nestas informações? Bem vindos aos tempos modernos.

Pesquisa de avaliação.
Os Escoteiros do Brasil lançaram uma pesquisa de avaliação dos eventos nacionais. Querem conhecer as preferencias e sugestões dos associados. Pretendem oferecer eventos cada vez melhores. Irão discutir também as taxas cobradas para todas as atividades. Os questionários são direcionados conforme o ramo. Pontos diferentes para jovens e adultos. No “Meu Sigue” é aberta a participação de todos associados que estão devidamente registrados. Não entendo bem esta forma de pesquisa. Já fizeram tantas sem sabermos os resultados. E a discussão dos novos estatutos? Vamos aguardar. Bem vindos aos tempos modernos.

A Frente Parlamentar em ação.
Comenta-se que a Câmara de Deputados analisa o Projeto de Lei 20/15 do deputado Otávio Leite (PSDB-RJ) que classifica gastos com o apoio ao escotismo como gastos com educação para efeito do cumprimento do mínimo constitucional de investimento na área (?). Serão válidos os gastos com apoio a programas de inserção do escotismo na rede regular de ensino, em atividade extraclasse fora do horário escolar regular. Pela constituição a União é obrigada a gastar em educação 185 da arrecadação de impostos. Caso a proposta seja aprovada gastos com a promoção do escotismo fariam parte da conta. O deputado em questão já foi relator da medida MP 671 da renegociação das dívidas dos clubes de futebol. Dizem que levou bola nas costas. O lobby da CBF atuou forte para descaracterizar o texto no dia da votação. Bem vamos confiar. Bem vindos aos tempos modernos.

Baden-Powell devia ser esquecido.
Um relato de um articulista Escoteiro dizia que precisamos esquecer um pouco este velhinho Escoteiro. O que ele escreveu não é mais tão importante assim nos dias de hoje. O colunista Escoteiro cita a adoração de muitos pelas suas frases e comentários que hoje não tem mais a validade que teve nos tempos de outrora. Quem sabe suas idéias não todas, mas parte delas são ultrapassadas. O articulista rebate a onda saudosista e diz que precisamos acender a chama para a nova pedagogia dos novos tempos que virão para o escotismo. Confirma que as tradições devem ser lembradas e que elas hoje não têm grande significado para os jovens. O jeito é esperar os resultados. Quando virão? Bem vindos aos tempos modernos.

Um Velho Escoteiro chato de galocha comenta:
Para uma população de mais de 204 milhões de habitantes quantos são os Escoteiros do Brasil? – Quando em 1910 o escotismo espalhou por diversos países nesta data o Brasil estava incluindo entre os dez primeiros que adotaram o escotismo como forma de educação aos jovens. Dentre estes temos o menor número de membros praticantes. Levando em termos nossa população, temos o menor efetivo Escoteiro da América Latina. Este Velho Chefe Escoteiro viu em sua vida adulta muitas promessas, muitas inovações, experiências fantásticas e até mesmo planos que não coadunam com a politica badenianas. Este Velho Chefe Escoteiro acredita, entretanto que um dia teremos um escotismo forte, unido, fraterno e quem sabe, uma pequena pitada do método de B.P. Será que vale a pena esperar? Bem vindos aos tempos antigos. Ops! Modernos, desculpem.


Enquanto isto eu e o Chefe Elmer continuamos a escrever sobre escotismo. Pode? Tempos modernos. Kkkkkkk.