HOTEL ESCOTEIRO

HOTEL ESCOTEIRO
cada foto tem uma história

domingo, 29 de maio de 2016

Êta mundo bom.


Crônica de um Velho Chefe Escoteiro.
Êta mundo bom.

                 Não vou mentir que assisto novelas. Dizem que os velhos não tem outra coisa para fazer. Atualmente assisto Êta mundo bom da globo e me divirto muito. Adoro a inocência de muitos personagens e fico adivinhando o que vai acontecer a cada capítulo. Francamente não gosto de ler os resumos futuros nas paginas da internet. Marcos Nanini como o professor Pancrácio e duplamente como seu irmão Pandolfo está no seu apogeu como ator. Falar dos demais seria judiar de muitos que poderão ficar no esquecimento. Mas Elizabeth Savala como Cunegundes ou Boca de Fogo ultrapassa todos os papéis que alguém um dia interpretou. Agora Nanini com sua participação onde representa várias personagens e quase todas com o intuito de enganar alguém afirma que é uma maneira de atuar para seu publico, e mostra com isto suas excelentes qualidades como ator.

                   Bem não vou comentar a novela em si. Cheia de simplicidade, de pessoas de bem e pessoas más. Sei que o final reserva para cada um seu lugar no enredo da novela como aconteceu em todas as outras. Mas ontem foi demais. Eis que o Doutor Pancrácio me aparece de uniforme Escoteiro. O Velho caqui o tradicional. Estava supimpa, bem uniformizado e até o meião cinza nota dez. E o chapéu de abas largas? Novo mas no ponto. Ninguem pode discordar de que estava garboso e bem apresentado em seu uniforme tradicional. Seu papel de vender a ideia que a União dos Escoteiros precisava de ajuda para sobreviver quase ultrapassou as raias da realidade. De maneira diferente nossa UEB faz isto, tudo tem preço e não é baixo. Dizem que a loja Escoteira tem dado recordes e recordes de lucro a cada ano. Pudera só a vestimenta onde só ela pode vender já chegou aos quase quarenta por cento de um salário mínimo.

                    Vi que os comentários dos chefes foram diversos. Alguns como eu se divertiram e outros postaram suas fotos sempre apontando o dedo para a moral da novela denegrindo a imagem do escotismo. Eu sinceramente não vi nada disto. Afinal se ele representava um membro Escoteiro e queria ganhar dinheiro e isto é comum entre nós, claro de maneira diferenciada, não podia de forma nenhuma explicar o que era o movimento Escoteiro. Todos que assistiram viram que ele era um farsante e isto não desfez de maneira nenhuma a imagem do Escoteiro que queira ou não mostrou ser simpático e gentil. Até mesmo tentou ajudar a salvar um bichinho (mesmo que a troco de pagamento), mas era sua boa ação. Não deu certo, mas olhe que chamou a atenção de todos principalmente os membros escoteiros que assistiam a novela como eu. Sinceramente adorei. Quiçá tivemos outras aparições assim pelo menos devem ter notado seu orgulho na apresentação. Seria diferente se estivesse com a vestimenta, camisa solta ou mesmo com um lenço no pescoço e sandália de dedo. Estava impecável e isto merece meu aplauso.

                   Agora um dos revoltados com a novela (só o Escoteiro Pancrácio) cobra da UEB providencia. Será? Afinal se ela quiser enfrentar o conglomerado Globo com seu faturamento brutal eu pagaria para ver. Não dizem que tem todos os dados e nomes escoteiros registrados no INPI? (Registro de marcas e patentes). Seria interessante o advogado da UEB abrir um processo contra a Globo. Contra outras associações Escoteiras ele fez questão de processar por uso indevido da marca escoteira. Soube que perdeu todas. Gente, o caminho não é este, o caminho é termos responsabilidade no nosso modo de agir, de falar, de vestir e de se apresentar a comunidade brasileira. Já disse e repito a UEB não tem um marketing agressivo para dizer o que somos e o que pretendemos. Sempre nos consideraram um movimento excessivamente infantil e sem bases educacionais. De quem é a culpa mesmo? Bem cada Chefe defende como pode nossa liderança, mas isto é bom, significa que o mundo ainda gira em torno da UEB.

                  Pena que não teremos mais outras boas propagandas do escotismo em novelas e programas na imprensa nacional. Teremos sim alguém para denegrir a imagem se vestindo com um lenço, de sandália, de um quepe ou chapéu de lona de outros países (vendido livremente na Loja Nacional – Haja faturamento). Infelizmente ainda teremos propaganda enganosa a dizer que sabemos dormir em barracas e vender biscoitos. Alguns ainda citam Baden-Powell, outros falam da boa ação e poucos ainda se lembram da Palavra do Escoteiro. Os Bial da vida estão por aí para mostrar que não somos o que pensamos, cabe a todos e principalmente a nossa liderança mostrar que somos um movimento educacional que seguramente coloca Baden-Powell no centro dos maiores educadores que este mundo já teve.


E viva o Doutor Pancrácio, um Escoteiro que pensou que era, mas esqueceu que a escada era difícil de subir! Muito bom aparecer uma personagem que mexe com a comunidade escoteira que está sem perceber parada no tempo e no espaço.