HOTEL ESCOTEIRO

HOTEL ESCOTEIRO
cada foto tem uma história

terça-feira, 5 de julho de 2016

Inspeção de Giwell.


Conversa ao pé do fogo.
Inspeção de Giwell.

              Um acampamento Escoteiro ou uma reunião de sede uma inspeção escoteira nunca pode faltar. Os jovens sabem de sua importância e ela tem grande validade para seu crescimento individual. No campo sempre fazemos a Inspeção de Giwell. Desde os primórdios do escotismo que as inspeções fazem parte do método escoteiro. Isto ajuda na formação do caráter e no desenvolvimento do garbo da boa ordem e da disciplina. A Inspeção de Giwell é oriunda de Giwell Park. Como todos sabem Gilwell é nossa fonte de conhecimento. Podíamos aqui falar de muitos objetivos da inspeção, mas ficaremos com as principais. Ela ajuda a trabalhar a higiene pessoal e do ambiente em que vivemos – Evidencia a elegância e a disciplina, requerida na preparação e durante a atividade diária – Trabalho em equipe, pois desenvolve a cooperação coletiva na patrulha, vivenciados pelos jovens integrantes. Cria hábitos introduzindo noções e estabelecendo medidas de apresentação e respeito.

                  Não só em acampamentos, mas também em reuniões de sede sua validade é exemplar. Elas têm sempre um horário, mas existem aquelas inspeção surpresas em acampamentos a qualquer hora do dia ou da noite. Na Corte de Honra o Chefe comenta com monitores como será feita qual a meta a alcançar por cada Patrulha e o horário (sempre rigoroso). Não ficamos esperando as patrulhas se prepararem. Elas é que devem estar a nossa espera no horário determinado. Lembramos aos chefes que o respeito, o trato, a honestidade o sorriso devem ser ponto de honra para os responsáveis pela inspeção. Muitas tropas usam vez ou outra os monitores o que mostra o grau de adestramento e respeito no julgamento dos seus colegas. Os itens checados devem ser discutidos entre os monitores na Corte de Honra. Uniforme, limpeza de campo, pioneirías, artimanhas e engenhocas, intendência, sapa e vasilhame são pontos importantes. Os responsáveis pela inspeção devem discutir como serão dados as notas para não haver divergência. Sem citar A ou B após Cerimonial de Bandeira cada Chefe deve fazer seus comentários sem ferir susceptibilidades.

                   Criticas construtivas, sugestões e um elogio não importa qual patrulha sempre dá ótimos resultados. Lembro que a inspeção é feita observando o conjunto e nenhum Escoteiro deve se sobressair sobre os demais. Não esquecer o sistema de premiação, tais como Bandeirolas de eficiência ou Diplomas de Mérito. Quando for explicar ou premiar lembre-se de se colocar na posição das demais patrulhas que não alcançaram a eficiência exigida. Torno a repetir criticas quando mal intencionadas em vez de atingir os objetivos da inspeção caminha ao contrário. Ninguem gosta de ser chamado à atenção na presença de todos. Eu tenho como principio que só de estarem no campo, mesmo que um ou outro não se enquadre já tem pontos a favor. 

                     Uma vez fiz uma experiência de convidar os monitores para fazer uma inspeção no campo da chefia. Afinal em um acampamento se as patrulhas tem cada uma seu campo a chefia também deve ter. É lá que eles se divertem em construir uma pioneiria, em revezarem-se como cozinheiros e nunca se esquecer de convidar um ou outro monitor para participarem das refeições. Diverti-me muito. Combinamos os chefes e nos transformamos em uma patrulha para receber os monitores com uma canção de bem vindos, ficar em posição de alerta e se apresentar. Valeu a pena ver cada um o seu semblante o seu orgulho em ver os seus chefes perfilados. Foi supimpa vê-los fazendo a inspeção e o orgulho em estar ali julgando seu próprio Chefe. Os comentários deles após o cerimonial de bandeira foi divino. Diverti-me a beça e me orgulhei dos meus monitores.

                    Em qualquer reunião de sede não pode faltar à inspeção. Rotineiramente ela é feita quando da chamada depois da oração. As patrulhas são formadas em linha com espaço suficiente uma das outras e a chefia olha a cada Escoteiro individualmente. Lembramos que os pontos já foram definidos em Corte de Honra. Sem tocar e sem humilhar a inspeção é um conjunto de individualidade dentro dos princípios que se espera de um Escoteiro/escoteira. Parece simples ou pueril, mas olhar as unhas, as mãos, o calçado limpo, o uniforme bem posto, os distintos em seus lugares, o lenço bem dobrado trás enorme beneficio na apresentação escoteira onde o garbo, boa ordem e disciplina fazem parte da formação escoteira seja na sede ou em uma boa ação na comunidade. Desde cedo devemos inculcar nos jovens noções de civilidade e apresentação. Uma vez em um curso um dos Chefes fez questão de frisar que se estamos acampando não temos o direito de relaxar na apresentação pessoal. Ela disse ele deve ser bem maior do que quando estamos em outras atividades. Não é porque no campo se suja, se corre, se trabalha que o desleixo pode ser considerado.


                  Boa atividade, boa inspeção, seja na sede ou no campo. Afinal estamos ou devemos estar preparados para formar jovens na trilha do seu futuro. O futuro onde a apresentação pessoal, a formação escoteira sempre terá validade para seu crescimento moral e intelectual. O mundo é como um acampamento em que montamos a nossa tenda, apreciamos a natureza, e depois voltamos para a nossa casa, que é a eternidade! Boa reunião e bom Campo!