HOTEL ESCOTEIRO

HOTEL ESCOTEIRO
cada foto tem uma história

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Sabe com quem está falando?


Crônicas de um Velho Chefe Escoteiro.
Sabe com quem está falando?

             Eu me divirto com os figurões do escotismo. Não sei se tenho este direito afinal não está escrito que os da Terceira Idade Escoteira podem falar o que quiser. O tempo passou e pouca coisa mudou. O escotismo tem recebido uma plêiade de homens com ideias esplêndidas, cada uma mais importante que a outra. Quando eles ficam em suas tropas ou alcateias devem ser sucesso na sua performance como Chefe. Quem ganha com isto são os jovens dirigidos por eles. Fico feliz mesmo não estando próximo para ver. Muitos dos figurões do escotismo hoje não foram escoteiros, mas são supimpas nos seus conhecimentos. Falam bonito das normas, do POR e até mesmo dos Estatutos. Os jovens de suas tropas devem se sentir orgulhosos por terem um Chefe deste quilate e agora quem sabe um líder regional ou nacional. 

                Francamente mesmo falando em paz, amor, cortesia e fraternidade em muito dos meus artigos não me sinto a vontade com eles. Mas por outro lado têm muitos chefes com garra escoteira, daqueles que tiro meu chapéu por sua vontade em acertar. Eu sei que temos no escotismo o Chefe amigo e o Chefe Sabe tudo. Faço o sinal da cruz para não me encontrar com aqueles com cara de mau, dono da verdade, sem uma palavra de carinho e que só faltam dizer: Sabe com quem está falando? Demais não? Estes tipos estão em todo lugar. Na liderança da UEB, em regiões, em distritos e até mesmo em Grupos Escoteiros. Não discutem suas ideias, simplesmente as impõe. Acharam no escotismo o manancial para seus egos. Os novos sorriem para eles. Afinal se trata de um chefão, de um Baden-Powell, de um conhecedor do escotismo que todos devem referenciar. São reconhecidos facilmente. Prepotentes, tem poses devidamente estudadas e querem a todo custo subir na hierarquia escoteira.

                   Adoram quando assumem uma posição na corte. É divertido como são disciplinados com seus superiores (?). Adoram denegrir imagens, enviar comunicações ou e-mail mostrando o que sabem e tem até aqueles que dizem: - Se descumprir a decisão administrativa o senhor está passível de aplicação de medidas disciplinares. Espero que isto não se repita, sob pena de serem tomadas as medidas administrativas e judiciais cabíveis. Belo! Espetacular! Ah escotismo que te quero verde nas matas do meu Brasil. Em vez de uma conversa fraterna, um aconselhamento ou mesmo dizer: - Chefe as normas são assim, mas vou lutar para mudar. Posso contar com o senhor? Não, não dizem assim. – Preferem o tal – Sabem com quem está falando? Danada de disciplina escoteira que colocaram uma mordaça em muitos que se revoltam com isto.

                   Fui convidado para um Café no Campo Escola há dias. Só para os velhotes escoteiros. Não fui. Primeiro que levei uma queda, quebrei muitos dentes, fui parar no hospital. Segundo avisei que não tinha registro e mesmo assim o “convidador” insistiu para eu ir. Falaram maravilhas do encontro. Sei que muitos amigos meus estavam lá, mas eu? Sou chato, muito chato de galocha mesmo. Detesto chefões pavões. Que não sabem ouvir, não sabem discutir e ver até onde chega à razão. Chefões que se acham possuídos da varinha de condão, só eles dizem que fizemos isto e aquilo. Os demais são informados para agirem agora dentro das normas para o bem geral da nação. Foi-me dito que precisava ver que hoje o escotismo era outro. Era? Agora são sim. O efetivo aumentou. Bom isto. E a fraternidade também? E o saber ouvir, conclamar a todos para dar as mãos e mudar o que existe de errado por aí na doutrina da EB não vale?

                   É, vale sim a taxa cobrada. A falta de pagamento e até mesmo se deu prejuízo tal e tal atividade regional ou nacional. Escotismo sem liberdade. Onde para dar um espirro tem de consultar e pedir ao seu assessor pessoal ou ao SIGUE se pode ou não. Bah! Ainda bem que estou proibido de andar, de falar e de ficar nervoso. Nervoso eu? Necas de pitibiriba, afinal não tenho registro, um grupo com apenas 12 participantes me convidou mas eles não pode fazer registro, quem não tem é admoestado e colocado na berlinda. Afinal escoteiros meus amigos são só os da UEB os demais é linguiça a venda no Mercado Municipal. Que idiotice sem tamanho. Antes havia o registro do Escoteiro isolado. Hoje? São 14 o mínimo Chefe! Uau! Isto é bom. Vamos crescer as pampas. Os donos do poder logo dirão? O Brasil é o maior pais da America Latina em qualidade e quantidade! Risos. Só posso rir do que escrevo.

                        Outro dia perguntei ao Chefe Zé das Quantas se ele registrou a Tropa ou se ia fazer os cursos escoteiros. Ele riu o coitado (estava igual a mim sem dentes, rs, rs) sabia o que era isto. Ele me disse que o escoteirinho de Brejo Seco continua pobre. Pois é, muitos não estão entendendo minhas escritas de hoje e sabem que é melhor não entender. Verdade ou não, comparativamente o jovem de hoje é mais informado do que aquele jovem que lia Gibi. De uma coisa eu sei mesmo sem pesquisa que os sonhos da aventura, de viver como herói, de se embrenhar em matas e poder ver as estrelas em contato com a natureza faz parte de todos os jovens sonhadores que um dia entraram no escotismo. Como disse BP? – Mostrai aos jovens que acima da torre da igreja ainda tem estrelas! Mas não, os adultos chefes sabem o que querem e se perguntar dezenas irão dizer: - Eles e elas querem isto e aquilo. Prá que consultar os jovens?

                 E para encerrar e não dizer que eu falei das flores, vai aí parte da musica de Charlie Brown Jr. – “O errado que deu certo”! – “Mudei minha história e foi melhor prá mim, nem sempre o que a vida me pede é aquilo que a vida me da. Se eu corro atrás do que é melhor pra mim, deve ser porque meu tempo de volta o seu dinheiro não traz”!

                  Enfim o ano vai terminando, logo vem 2017. Será que virão boas perspectivas para o escotismo? Quem sabe, quem sabe. A fórmula todo mundo tem só o jovem que não sabe qual é. Afinal medalhas não são para eles, formador eles passam longe. Quem sabe monitor ou Sub? Quem sabe primo ou segundo? E vamos aguardar. No meu estado já dizem que em breve teremos pesquisas, consultas, mudanças e todos terão direito a voz e voto. Acredita? Quem sabe sim pois senão alguém poderá me dizer novamente: - Chefe Vado, espero que isto não se repita, sob pena de serem tomadas as medidas administrativas e judiciais cabíveis. – Pelas barbas do Profeta! Pelas barbas de Maomé. Pego meu boné e me retiro do pedaço. Mas Escoteiro? Sempre serei. O Velho poeta Escoteiro me disse: Esqueci das lembranças que a chuva me trás. Roubei flores para enfeitar minha janela. Pintei as paredes da minha casa com cores que me fazem sonhar. Enfim me perdi a sonhar, realizar, amar, experimentar e principalmente... Viver!


                  E chega de vaidades e de esperanças que não vão se realizar. Termino dizendo que morro enterrado mas meu uniforme vai comigo. Minha lápide quem sabe será: Sabe com quem está falando?