HOTEL ESCOTEIRO

HOTEL ESCOTEIRO
cada foto tem uma história

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Condecorações & Recompensas.


Conversa ao pé do fogo.
Condecorações & Recompensas.

                          Já escrevi diversas vezes sobre este tema. Sei que é espinhoso, pois muitos não concordam comigo. Mas insisto que se somos um movimento fraterno, de irmandade, onde a palavra Escoteira tem valor eu insisto que o reconhecimento, o elogio e o agradecimento em nosso meio quase não existe. Afinal quantos milhares lutam pelos jovens em suas sessões Escoteiras? A Akelá que faz tudo pelos seus lobinhos, o Chefe que procura da melhor maneira possivel formar seus jovens dentro da metodologia Escoteira! Não deveria ser simples a entrega para ele de algumas condecorações e recompensas? Afinal ele não tem o conhecimento de muitos outros que sabem fazer seus processos, como agir e aos poucos vão conseguindo premiar seus chefes em seu grupo? Mas mesmos estes não são reconhecidos como tal. O tempo vai passando e vai ficando uma mágoa no coração de muitos. Ele vê seus amigos sendo agraciado e se pergunta: - E eu? Não fiz nada? Tenho que fazer um processo para isto? Quem vai fazer?

                         Você olha para alguns dirigentes, ou então grupos com boa estrutura e lá estão nas atividades sociais chefes com muitas condecorações. Afinal eles têm e os demais não? Se no Grupo ele não tem uma estrutura voltada para isto, se seu distrito (nem todos os grupos tem distrito) não toma nenhuma atitude, ele vai ficando no ostracismo. Quando ele vai a alguma assembleia uma parte dela é para a entrega de medalhas e certificados de agradecimentos. Ele olha e fica pensando e eu? Claro que ele vai dizer que não se preocupa que não tem desejos, que isto para ele não importa.
Estou no escotismo porque gosto dele e não ando atrás de medalhas. Certo isto? Não e não! De quem é a culpa? Afinal hoje a UEB tem um sistema que acho perfeito no cadastro de todos os seus associados. O SIGUE. Tem uma listagem dos escotistas e até escoteiros com seus tempos de atividade. Porque então tanta burocracia? Duvida da palavra do Chefe? Duvida que ele seja leal? Ora bolas. Afinal somos ou não Escoteiros? Ter uma só palavra é uma ficção?

                   Se comento é porque passei por isto. Até quando fui indicado para Comissário Regional, hoje Presidente nunca recebi nada. Mais de dezesseis anos de movimento. Nem um simples obrigado. Mas depois de promovido as medalhas começaram a aparecer e eu não pedi nenhuma! Isto acontece até hoje. Se você tem um cargo, é um formador antigo não precisa pedir e nem fazer processos. Recebe tudo que tem direito. Naquela época eu me perguntei: - Será que sou mais que um Chefe que labuta em uma sessão? Será que sou mais importante que ele? Foi pensando nisto que me lembrei de uma passagem no evangelho: - A César o que é de César. Afinal para que foram criadas as normativas de condecorações? Só para os arautos do poder? Eles são os melhores e aqueles que carregam o escotismo nas costas não? Uma vez um Velho formador me interpelou: - Chefe! Tem normas! Basta cada um ler aprender e agir. Fácil assim. Mas quantos tem e quantos não tem? Chefe ele é menor perante os outros? Não aceito tal ponto de vista. Elas foram criadas para promover, elogiar e  agradecer pelo trabalho prestado. E olhe que ele trabalha de graça, sem receber nenhum centavo.
                      
                          Naquela época que era dirigente e participando da alta casta escoteira tentei mudar. Mas estava tudo nas mãos da UEB. Enviava ofícios com nomes de chefes que fizeram por merecer. Nome, grupo, número de registro e endereço. Mais nada. Para mim isto bastava. Mas nem resposta tive. Conversei com o Escoteiro Chefe. Cara bacana, legal muito meu amigo. Ele só me disse que as forças contrárias eram muitas. Dois meses depois recebi a Cruz São Jorge. O que eu fiz não foi igual ao Chefe que deixou sua família, seus amigos e foi lá para o campo com sua escoteirada? Sou contra esta burocracia infernal. É papel aqui ali e até para ser voluntário tem que ir ao cartório para carimbar a firma. Diabos! Não acreditamos em ninguém? E olhe meus caros dirigentes não adianta colocar no SIGUE uma pesquisa fajuta perguntando por que o Chefe não fez o registro, se vai fazer ou se vai sumir com chapéu de abas largas ou com seu boné. Eles estão indo embora há tempos.                 

                          Dizem que "O pior cego é aquele que não quer ver, ouvir, nem acreditar. O pior cego é aquele se faz de surdo. Aliás, o pior cego não é cego, é burro!". Assim vamos caminhando. Ano passado quase 6.000 se mandaram. As explicações dos politicamente corretos correram mundo. Os lideres da UEB se fingindo de mortos. – A evasão foi provocada por causa do fechamento de muitos grupos que faziam parte do Escotismo nas Escolas diziam. Dá vontade de rir. Afinal e a tal turma de deputados, senadores, vereadores serve para que? Ninguém correu atrás? Deixou acontecer e lavou as mãos? Uma explicação melhor, por favor, meus caros lideres da UEB. Que não me venham estes politicamente corretos que exaltam seus grupos e se acham donos da verdade. Eles os chefes e até os jovens são preteridos por burocracia infernal. Os que permanecem com sua humildade ficam calados e nada dizem. Só dizem quando estão indo embora.

                         É tão fácil manter os voluntários no escotismo. Não é se fingindo de cego e surdo, é valorizá-los, acreditar em sua palavra. É dar um abraço sincero, é dizer por um e-mail ou uma cartinha – Obrigado meu amigo, você é muito importante para nós. Isto motiva isto faz com que trabalhemos com a juventude com amor e vontade de acertar mais e mais. Medalhas foram feitas para quem merece e não só os que sabem fazer processos e os dirigentes que se acham melhor que os outros. Tem sete anos? Quinze? Vinte e cinco? Mande uma medalha de bons serviços, não uma só, mas a cada tempo a de bronze prata e ouro. Não falta? É assíduo? Sua tropa tem uma taxa pequena de evasão? Mais uma medalha para ele. E assim quando ele vai ficando mais e mais no escotismo não esqueçam as demais. Tapir de Prata não é para os poderosos, os donos da corte e do poder. E nem vem que não tem explicação do POR e o escambal dos Estatutos. Nem precisam me dizer. Conheço tudo.


                         Lembro que premiar a quem merece sem muita burocracia é acreditar na palavra. Não é assim que ensinamos aos nossos jovens? “O Escoteiro tem uma só palavra e sua honra vale mais que sua própria vida”! Afirmo sem sombra de dúvida que o Chefe que labuta nos fins de semana, nos feriados, em fazer de meninos e meninas pessoas de caráter, de honra, de honestidade e transparência, merecem muito mais que os de boa casta. Querem parar a evasão de chefes? Simples, valorize, não fiquem escondidos atrás de um site. Não fiquem parados. Se Deus demorou sete dias para criar o mundo não sejam Deus. Sejam humanos. Querem diminuir a evasão? Fácil, muito fácil, mas conversem, perguntei e não fiquem escondidos em um SIGUE fazendo perguntas do por que muitos chefes foram embora. Uma medalha, um abraço, um e-mail elogioso e um aperto de mão tem tudo para segurar o voluntário no escotismo. Ele merece, merece muito. Ele sem sombra de duvida é o mais importante na estrutura Escoteira do Brasil e do Mundo!