HOTEL ESCOTEIRO

HOTEL ESCOTEIRO
cada foto tem uma história

quarta-feira, 6 de abril de 2016

O Conselho de Chefes do Grupo.


Conversa ao pé do fogo.
O Conselho de Chefes do Grupo.

               - “Nosso Grupo Escoteiro realiza com excelentes resultados”. “Nosso grupo Escoteiro realizava, mas era um “pega” entre os chefes que desistimos de continuar”. “Nosso Grupo não precisa, o Diretor Técnico que fundou o grupo é um excelente aconselhador, conhece tudo de escotismo e resolve tudo”. “Aqui em nosso Grupo não precisamos. estamos andando bem das pernas sem a necessidade de ficar reunindo os chefes”. “Conselho de Chefes? Nunca ouvi falar, no nosso grupo isto não existe”. “Conselho de Chefes? Deve ser bom, pois ali se tiraria duvidas, se informaria aos demais o que vamos fazer, acho que é uma boa ideia, não sei se nossos chefes iriam aceitar”. E assim cada um interpreta a sua maneira o que seria o “Conselho de Chefes”. Claro que só o nome já explica e já se sabe que é uma norma e que existe.

                  Grupos que não fazem as reuniões com seus chefes estão falhando. Se ainda não existe uma discussão sadia entre eles ou mesmo para programar as atividades do ano para o Grupo Escoteiro significa que não existe democracia. Grupo que um só um manda a tendência é sentir que existe um autoritarismo por parte de alguém que se acha dono do poder. Só ele manda e desmanda. O Conselho de chefes do grupo mesmo que não tenha motivos ou temas para serem discutidos tem a obrigação de se reunir pelo menos uma vez por mês. Alguns fazem a cada dois ou três meses e outros dependendo da necessidade. É no Conselho de Chefes que todos se conhecem melhor, onde se faz uma apresentação não só pessoal, mas de suas ideias tudo dentro de uma perfeita democracia. Nada é decido por um somente. As decisões são sempre acompanhadas de boas discussões. Ali todos têm voz e voto. Não deve faltar um livro de ata apesar de que ele pode e deve ser informal. Lavrar na ata o que foi escrito é uma forma de documentar o que foi decidido e aprovado.

               Os membros da diretoria podem ser convidados isto não significa que eles são membros do conselho. Eles têm suas reuniões próprias e os temas são diferentes. Pioneiros seniores e monitores não participam. Eles têm seus próprios órgãos onde se reúnem e discutem temas de seus interesses. Existe uma norma ética não escrita que o que se discute no Conselho de Chefes nunca deve ser discutida fora dele de forma jocosa ou discordante. Os chefes devem levar em conta a lealdade e aceitar p que foi decidido e votado. O Conselho de Chefes é dirigido pelo Diretor Técnico e em suas falta o Chefe mais antigo. Alguns Grupos fazem uma votação no inicio do ano para a escolha do dirigente do Conselho. Compete a quem dirige atuar democraticamente e não abusar de sua autoridade.

                 É importante que cada Chefe que tenha um tema a apresentar que o faça antecipadamente para dar tempo aos demais se prepararem ou pesquisarem. O conselho de Chefes é o melhor lugar para que todos se expressem, possam dar opiniões e até mesmo apresentar um candidato a voluntário desde que isto seja norma do Conselho. O Diretor Técnico é o moderador e suas ideias devem ser colocadas de maneira simples sem imposição. Grupos onde existem um Conselho de Chefes atuantes demonstraram ter mais afinidade e menos divergências. Neles o respeito à ordem e as normas são mais eficazes. Anualmente o programa do grupo é ali discutido e aprovado. Para isto cada Chefe de sessão já deve ter o seu preparado para evitar duplicidade de programa. É importante notar que os programas de sessões não devem de forma alguma ser cancelados em benefício de outros tais como Distritais, Regionais ou Nacionais.

                   Muitos Grupos Escoteiros que possuem seus Conselhos tem mais afinidade mais respeito e maior aceitação da fraternidade.  É muito importante o horário de início e termino. Sabemos que cada um dos participantes já sacrificam seus horários para colaborar e ele portando deve ser sucinto sem e tornar um espelho de uma discussão interminável. Devemos respeitar os horários dos membros voluntários, pois cada um tem vida própria e o respeito é importante para ele permanecer por mais tempo no grupo. Presentes ou não todos, se começa no horário determinado e termina conforme programado. Dizem que quando se faz o certo e se torna um hábito de comportamento o sucesso sempre será o resultado final.


                  Sei que o Conselho de chefes tem suas obrigações determinadas estatutariamente e por isto deve ser bem conhecida de todos e levado a sério por cada um.