HOTEL ESCOTEIRO

HOTEL ESCOTEIRO
cada foto tem uma história

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

2012 - UM NOVO ANO, UM NOVO COMEÇO, ATÉ ONDE IR?



2012 - Um novo ano, um novo começo. Até onde ir?

Bendito quem inventou o belo truque do calendário, pois o bom da segunda-feira, do dia 1º do mês e de cada ano novo é que nos dão a impressão de que a vida não continua, mas apenas recomeça...

                  Não faz tanto tempo assim que comecei minha saga na internet. Fico pensando como o mundo da voltas. Usar uma internet para falar com amigos espalhados por todos os lugares? Nunca pensei isso. Mas um dia aconteceu. Claro já escrevia muito do que penso e do que aprendi no escotismo, mas em maquinas simples de datilografia. Um dia achei que poderia começar. Abruptamente fiz um blog. Acho que foi em março de 2010, parece que foi ontem! Risos.

                  Até hoje me pergunto se valeu à pena. A resposta minha é sim, a dos meus amigos e leitores não sei. A cada dia procuro ver através da minha pequena visão se este foi o Caminho para o Sucesso. Se isto significa ou significou alguma coisa. Claro, todos sabem que hoje não participo mais diretamente em grupos escoteiros, a saúde me reservou surpresas. Talvez este tenha sido um dos motivos dos blogs.

                 No meu primeiro blog tentei criar um estilo. Meu estilo. Amo a UEB nasci com ela no movimento, mas nunca concordei com tudo que fizeram (e fazem). Amigos meus dizem que não, mas acho que nossos líderes não são tão simpáticos e se agarram a função como se estas lhes pertencessem. (risos, só eu penso assim) É como se morassem em um castelo onde determinam o valor dos impostos e quem não pagar será expulso da terra sem nenhum direito (risos)

                Em troca dão pequenas sugestões sem ver as necessidades dos seus súditos. Não consultam a burguesia. Para comentar o que pensava criei o Blogspot do chefe Osvaldo em março de 2010. Rabisquei outros artigos, pois sabia que bater só numa tecla não seria bem recebido ou compreendido pelos futuros leitores. Confirmei que esta não era uma preocupação de todos os escotistas. Postei um pouco dos meus conhecimentos técnicos na condução de seções. Senti que a maioria se interessava por estes artigos e não os outros.

                Não pretendia ensinar nós, orientação ou sinais de pistas. Isto se encontra em centenas de blogs existentes e nos livros da UEB. A idéia era outra. Quatro meses depois o blog se deslanchou. Publicava e publico um artigo a cada vinte dias. Gostava e gosto do blog. Mas sempre tive uma queda por contar historias, pois passei por situações sui-generis na minha vida escoteira. (muitos acham que as historias foram vividas por mim, engano)

Porque não fazer outro blog? Como já tinha diversos fascículos do "Velho" Escoteiro prontos desde a década de 70, surgiu então o blog do "Velho" Escoteiro e suas historias. No principio foi muito fácil. Tinha mais de 40 fascículos escritos. Ao escrever os fascículos me baseei em um antigo Escotista, já falecido. Depois adaptei outras situações me lembrando de uma das melhores coleções escoteiras já escritas. “Opiniões do Delta”. O blog foi criado em setembro de 2010. Neste coloco um fascículo novo a cada 30 dias.
              
                  O blog não deslanchou, mas caminha com suas próprias pernas. Já tem seus seguidores. Estava na hora de fazer o que gosto. Contos Escoteiros. Escrevi em uma semana quatro contos. Montei o blog e em um só dia publiquei as quatro historias. Isto em fevereiro de 2011. Não fez o sucesso esperado no início. Vi que a maioria dos leitores são ávidos em temas técnicos. Por isso o motivo do sucesso do blogspot do chefe Osvaldo. Contos Escoteiros está crescendo. Já está em segundo lugar de freqüência de todos blogs que publico.

                   Três blogs. O tempo já não estava tão fácil de administrar. Como adoro escrever contos, sempre tenho três ou quatro prontos à espera de publicação. A cada vinte dias posto um lá. Mas não estava satisfeito. E se saísse da linha escoteira? Poderia escrever contos não escoteiros? Pelas barbas do profeta! Não deu outra. Escrevi dois contos em uma semana. O blog nasceu. Era uma vez um Conto Fantástico foi publicado em março de 2011. Publico um conto novo a cada trinta dias. Está indo. De vez em quando aumenta os leitores.

                  Gosto dele. É diferente. Mas estava difícil de manter todos eles com artigos e contos uma vez por mês. Se isso não acontece sei que o blog é abandonado. Agora eram quatro. Ainda bem que sou aposentado, mas não é fácil escrever todos os dias. E pensei em outro. Cinco? Mas este último seria mais fácil. Já tinha em meu poder diversas passagens da minha vida em situações divertidas. Porque não fazer um blog? Fiz. Não faço propaganda dele. Vai lá quem quer. Muitos não irão se interessar. Saudade não tem Idade recebe no máximo quinze visitas por mês. Acho que por curiosidade.

                    Não gostava do Facebook. Mas aprendi a gostar. Oferece mais oportunidades de conversar com amigos escoteiros que o Orkut. Aprendi e criei um grupo. Comecei a postar no grupo. Primeiro artigos diversos e depois pequenas adaptações de artigos e historias dos blogs. Diversos amigos também postam temas interessantes. Sempre tem algum novo a cada dia. Como os temas são de duas ou três paginas não posso publicar no Orkut. Ele não aceita. À medida que publicava outro artigo, os anteriores ficavam escondidos no grupo do Facebook.

                     E lá estava eu novamente. Em novembro de 2011 o blog ficou pronto. Alguns se interessaram em conhecer principalmente amigos do Orkut. Agora eram seis. SEIS blogs!!! Um trabalhão. Ainda bem que escrevo um artigo simples ou um conto escoteiro em poucas horas, mas tem outros que ficam guardados nos “meus arquivos” esperando surgir à idéia final. Nem sempre surgem. Para dizer a verdade tenho mais de dez lá esperando uma luz, um “eureka”- risos.                    

                   Uma vez, li uma frase do Chaplin que dizia “Gosto dos meu erros, não quero prescindir da liberdade deliciosa de me enganar”. Acredito que cada um saiba o que se aproveita ou não dos seus erros particulares, mas talvez a liberdade e a delícia de nos enganar, esteja exatamente naquele pequeno prazer de nos sentir certos sobre as decisões. Assim vou levando a vida e meus blogs. Claro, gostaria de ter inúmeros leitores. O número de leitores somando todos eles é razoável. Aproxima-se a quarenta visitas diárias. Só as cidades brasileiras que visitam o blog são aproximadamente de trezentos e noventa. Países aproximam-se de oitenta.

                    Ainda é pouco. Vejo blogs que dizem ter cem duzentas visitas por dia. Risos. Nunca alcançarei isso. Afinal não temos tantos escotistas e escoteiros assim que se interessam pelos meus escritos. Acredito que não vou desistir. Não sei quanto tempo poderei continuar a postar. A vida nos reserva surpresas e elas devem ser bem recebidas. De uma maneira ou de outra fui honesto nas minhas publicações. Sei que não terei aplausos dos membros diretores do nosso escotismo nacional. Paciência. Mas que eles saibam que desejo que acertem no seu caminho para o sucesso.

                    Se contribui com alguma coisa para uma abertura democrática no escotismo, fico satisfeito. Se minhas historias serviram para divertir quem as leu, mais satisfeito fico ainda. Talvez eu seja como aquele que por fora está desistindo. Por dentro, no entanto sempre encontro uma desculpa para recomeçar. Tenho o escotismo dentro de mim, nunca mudei minha maneira de pensar, mas adaptei muitas coisas que hoje já aceito melhor.

                     Acredito até que o escotismo poderá ser grande, forte e unido dentro dos seus padrões que hoje são definidos. Quem leu meus artigos sabe o que penso. Mas torço por uma maior aproximação das diversas organizações escoteiras em nosso país do mais alto escalão ao mais humilde. Não se faz escotismo só com dirigentes, se faz com chefes abnegados. Eles sim deveriam receber honrarias pelo seu trabalho. Mas como disse em um dos meus blogs, “Chega de caçenga, que os entretantos estão chegando”

Que o ano de 2012 seja um novo começo para o escotismo. Que todos que estão agora de lados opostos, possam sentar a mesa e confraternizar. Que não haja represálias e que o nome escotismo que Baden Powell nos trouxe, sejam de todos e não de um somente. Ninguém é dono de uma idéia. BP não deu direito alienável a ninguém. Assim começa uma democracia, aceitando que os outros possam viver felizes dentro dos princípios que o escotismo oferece.

Sempre Alerta para todos

Osvaldo um escoteiro

Apesar da força poder proteger em casos de emergência, apenas a justiça, decência, consideração e cooperação conseguem finalmente levar os homens para a aurora da paz eterna.


BLOGSPOT DO CHEFE OSVALDO    – http://vado1941.blogspot.com
CONTOS ESCOTEIROS                       -  http://historiasescoteiras.blogspot.com
O "Velho" ESC. E SUAS HISTÓRIAS – http://chefeosvaldo.blogspot.com
ESCOTISMO E SUAS HISTORIAS  - http://escotismoesuashistorias.blogspot.com
CONTOS FANTASTICOS                      - http://contosdoosvaldo.blogspot.com
SAUDADE NÃO TEM IDADE                - http://chefe-osvaldo.blogspot.com