HOTEL ESCOTEIRO

HOTEL ESCOTEIRO
cada foto tem uma história

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

ESCOTISMO SENIOR/GUIAS, UM DESAFIO


A VOCÊS SENIORES, QUE ESTÃO FAZENDO DA AVENTURA A REALIDADE DE SEUS SONHOS!


ESCOTISMO SENIOR/GUIAS, UM DESAFIO
Não estou acompanhando de perto o escotismo sênior e as guias de hoje. Acho que muita coisa mudou. Mas acredito que as atividades aventureiras não. Se você é Chefe Sênior e não conhece algumas das idéias que aqui comento quem sabe pode utilizá-las, se já conhece, peço desculpas. Fique a vontade descartar ou quem sabe acrescentarem outras que desconheço.
Mas é importante saber que se vai aplicá-las, converse primeiro com eles. Discuta o que, como, quando e onde. Muitas delas exigem preparação assim dê tempo ao tempo.  
Melhor ainda se ainda não fez nenhuma, faça uma de cada vez. Preparando com cuidado os seniores, pois não é participação de alguns, devem ser de todos. Em uma boa reunião de patrulhas deve surgir ótimas idéias e sugestões como fazer.
Claro que todos sabem a diferença entre patrulhas escoteiras e seniores (guias também), e isto facilita muito o programa que for escolhido. Não leve escoteiros, lobinhos ou pioneiros quando fizerem o jogo ou competição. É de exclusividade dos seniores/guias.
Na minha época (1955/1958), eram outros tempos. Nosso chefe falava pouco, deixava que tivéssemos liberdade de ação e fizemos mil e uma aventuras seniores que ficaram gravadas para sempre na memória. Estas abaixo eram tiradas de letra.
Bem vejamos o que posso sugerir e ajudar:

Semáforas com Carta prego – duas ou mais patrulhas ou no caso de uma só, dividir em duplas. Treinarem bem a transmissão, a recepção com boa postura das letras na sede antes do jogo. Ter uma equipe de transmissão e recepção (cada dupla ou patrulha) obs. Cada equipe tem que haver pelo menos três ou quatro sênior, um que transmite outro que dita às letras e outro que recebe e diz as letras a outro que escreve.
Em um local condizente (cada dupla ou patrulha afastada uma da outra por mais de 300 metros – transmitem e recebem mensagens previamente feitas pela chefia em uma carta prego (desconhecida de todos), por um tempo determinado. Deverá haver um tempo combinado para a transmissão e recepção simultaneamente.
Após este tempo, as duplas ou patrulhas tem outro tempo para executarem as tarefas. (carta prego – neste blog comento sobre carta prego)
A chefia irá inspecionar – a melhor transmissão – a melhor recepção e a melhor execução das tarefas.
Uma variação desta competição ou jogo é feito em Morse, com lanternas à noite.

Nós escoteiros e de marinheiro - Discutida a competição, os membros da patrulha terão uma semana ou mais para treinarem. A competição se trata de fazer o maior número de nós, com dois pedaços de barbante (tamanho a escolha de cada um) dentro da boca, usando a língua sem as mãos. Parece difícil, mas não é. Conheci muitos que fizeram até 12 nós. Compete ao participante escolher qual nó irá fazer.
No dia da competição, cada um fica em um local próximo ao outro, recebe seu material (barbantes) e ao inicio, à medida que vai fazendo um nó, um dos chefes ou adulto convidado, inspeciona e anota. Durante o tempo de duração (a critério de cada chefe) não pode haver ajuda de espécie alguma. Qualquer um que usar a mão ou outro método será desclassificado.
Ganha o que fizer o maior numero de nós e em menor tempo.

Pistas - Trata-se de um bom treinamento, em local condizente (bosque ou um pasto com arvores, em uma fazenda ou sítio). O treinamento inicial consiste em dois ou mais seniores (guias) seguirem a frente por não mais que 50 metros, e os demais irem anotando – pegadas, tipo de mato ou capim que está ficando amassado ou não. Galhos quebrados para se ver a altura de quem está à frente. Outras pegadas de animais que diferem dos seniores/guias, profundidade das pegadas, tamanho etc. Os que vão à frente devem deixar bastantes pistas (não as comuns, feita pelos escoteiros). Devem parar para descansar (a cada 200 mts) ficarem sentados e deitar. Isto por alguns minutos. Os que estão atrás vão esperar que eles sigam a frente e analisam a parada. Assim muitas outras pistas devem ser deixadas pelos que vão à frente. Os de traz só analisam, trocam idéias entre si e vão aprendendo a seguir uma pista. Percorre-se pelo menos dois ou mais kilometros.
Uma semana ou um mês depois, se fará a mesma coisa, com a patrulha que vai a frente com pelo menos duas hs de vantagem. Agora é cada um para si. A mesma coisa será repetida ao final da jornada pela patrulha seguidora. Ganha aquela que descobrir onde está a patrulha que fez a pista.

Usando o volta do salteador / - Após todos os participantes treinarem bastante o volta do salteador e algumas amarras, distribui a cada patrulha ou dupla – uma corda de mais ou menos 15 metros - 3 roldanas de mais ou menos quatro polegadas – 6 bambus de um ou 2 metros – cizal e outros materiais que aqui não são citados.
O jogo consiste em: usando a corda, as roldanas e os bambus, alçar-se a uma árvore, em altura determinada, levando toda a patrulha (após construírem o ninho de águia, todos elevados pela corda, usando as roldanas para diminuir o peso. O último deverá se elevar sozinho.
Após toda a patrulha estiver no ninho de águia, descer todos, usando o volta do salteador. O último desmancha o ninho, usa a mesma corda e retira as roldanas e finalmente a corda.
Não é tão difícil como parece.

Competição mestre cuca – Em uma atividade de um dia inteiro, preparar algumas ou todas as refeições abaixo descritas.
Cada patrulha verifica o que precisa de material para preparar. Não usar fogareiro ou fogão a gás. Só vale lenha e mais nada.
Ganha a competição a que melhor preparar a refeição.     


Arroz sem panela
Ingredientes: Arroz, água, sal, caixa de leite longa vida.
Modo de preparo:
1- Abra a caixa de leite pela parte de cima.
2- Encha 2/3 (dois terços) da caixa com água.
3- Coloque três punhados de arroz e uma pitada de sal.
4- Feche a caixa e coloque perto da brasa.
5- Não deixe o arroz queimar.
6- O arroz leva cerca de meia hora para ficar pronto...
oooooooooooooooooooooooooooooooooooooo
Batata ao Vapor
Faça uma fogueira.
Pegue um pouco de vegetação bem encharcada e coloque em
cima da fogueira coloque a batata fatiada e tampe com mais
mato encharcado. o fogo vai evaporar a água da grama e fazer
vapor.
Vai funcionar como cozinhar no vapor.deixe 10 minutos e
pronto.
ooooooooooooooooooooooooooooooooo
Café Mateiro
Ingredientes: pó de café, açúcar, água, e uma lata de nestom velha, brasa quente.
Modo de preparo:
Faça o café normal, depois de pronto ainda na lata ponha a brasa ardente, espere um pouco depois beba!
Obs.: o pó desce por causa da brasa
ooooooooooooooooooooooooooooooooooo

Frango Rogéria
Ingredientes:
1 frango limpo, dois kilts de sal, seis a oito claras de ovos.
Modo de preparo:
Fazer uma massa com as claras de ovos e o sal.
Cubra o frango com a massa.
Envolva o frango em folhas de bananeiras ou algo parecido, em seguida coloque o frango em um buraco, que deverá conter brasa.
Depois cubra com mais brasa e, jogue terra. Estará pronto dentro de 3 a 4 horas.
oooooooooooooooooooooooooooooo
Ovo Acebolado
Ingredientes:
1 cebola, um ovo, papel alumínio.
Modo de preparo:
Corte a cebola na Horizontal, faça um buraco na parte maior, quebre o ovo.
Feche a cebola e enrole no papel alumínio e leve a fogo por 30 minutos.
E bom apetite.
ooooooooooooooooooooooooooooooooooo
Ovo no Espeto
Ingredientes: um ovo e um graveto fino
Modo de preparo:
Faça um pequeno furo nas duas extremidades do ovo com a ponta de uma faca (o furo tem que ser suficiente para o graveto). Depois pegue um graveto fino e coloque nos buracos do ovo, mas cuidado para não derramar, coloque-o na brasa como se fosse churrasco.
ooooooooooooooooooooooooooooooooo
Pão à Caçador
Ingredientes:
Farinha, sal e água.
Modo de preparo:
Despeje farinha com pitadas de sal numa vasilha.
Coloque água aos poucos, até que a massa fique macia, mas não muito mole.
Misture bastante até que a massa desgrude do fundo.
Pegue porções da massa e as enrole. Coloque-as enroladas em um pedaço de bambu limpo e sem fiapos.
Leve o espeto à fogueira ou à churrasqueira, não muito perto do fogo.
O pão estará no ponto quando estiver dourado.
ooooooooooooooooooooooooooooooooooo
Arroz na Moringa:

Ingredientes: uma moringa (abóbora) de tamanho médio, 1 kg de arroz comum, água e sal a gosto.
Modo de preparo: Abra a moringa no local do cabo, não abra muito, pois se não o arroz não cozinhara, retire a poupa e a semente da moringa bote o arroz na moringa e adicione um pouco de água e sal a gosto, deixe dentro da fogueira até a água que você botou na moringa evaporar, depois retire a tampa e
sirva com feijão.


                         
Acho que me alonguei muito. Tenho muitas outras idéias e sugestões, mas fica para outra vez.
Uma boa atividade para os seniores e melhor ainda para as guias.
Ações falam mais alto que palavras e um sorriso denuncia:
- Gosto de você. Você me faz feliz. Estou satisfeito pôr vê-lo. Um sorriso insincero? - Não, este não engana ninguém.
Todos nós somos capazes de
conhecer quando ele é forçado.
DALE CARNEGIE