HOTEL ESCOTEIRO

HOTEL ESCOTEIRO
cada foto tem uma história

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

TÉCNICAS DE ACAMPAMENTO


TÉCNICAS DE ACAMPAMENTO

“Quem ao crepúsculo já sentiu o cheiro da fumaça de lenha, quem já ouviu o crepitar do lenho ardendo, quem é rápido em entender os ruídos da noite;... deixai-o seguir com os outros, pois os passos dos jovens se volvem aos campos do desejo provado e do encanto reconhecido...”
KIPLING

        A arte de acampar. Existe? Li em algum lugar que se instalamos barracas e dormimos nelas, então estamos acampando. Simples não? Vejam outra descrição: Acampamento
 (do inglês, camping) é um local onde se estabelecem barracas ou tendas, geralmente com proximidade à natureza onde toda a infra-estrutura é levada pelos campistas, tal prática é conhecida por campismo. Bem essa é mais abrangente. Mas ainda está longe do que chamamos Técnicas de Acampamento olhando é claro nossos objetivos escoteiros.

       Nesse artigo não estou e nem pretendo ensinar aos nossos e nossas escotistas, que são chefes de tropas escoteiras ou seniores (guias). Sei perfeitamente que estão aptos a desenvolverem essas técnicas e suas tropas são exímios mateiros no bom sentido da palavra. Prefiro mais que me ajudem a transmitir para os novos esse aprendizado incrível, e que BP tão maravilhosamente nos trouxe dentro dos seus princípios e métodos escoteiros. Ele sempre foi enfático em dizer que atividades ao ar livre é o mais importante em nosso movimento. E é nessas atividades que os jovens podem jogar o seu próprio jogo. Aprender a fazer fazendo.

      Claro, vou plagiar meu ultimo artigo – Técnicas de Reuniões de Tropa. Correto, meu intuito é um só, ver o que estamos fazendo, se o que BP fez quando acampou pela primeira vez em Brownsea. Importante, não vamos confundir e nem tentar termos técnicos, que nunca iriam atingir nossos objetivos. Assim, aqueles que quiserem acompanhar meu raciocínio, podem definir prioridades ou mesmo anotações tais como – Sim – Não – Talvez – Sou contra. Isso é bom, é democrático. Impor normas não é produtivo. Mas quero deixar bem claro que o método escoteiro è único. Deixar os rapazes e moças jogarem seu próprio jogo na arte de aprender a fazer fazendo, é nosso objetivo. Outras maneiras, só se estão dando os resultados esperados.

     Assim como da ultima vez, poderiam perguntar – E quais são esses resultados? – Sem sombra de dúvida é manter o jovem por mais tempo nas fileiras escoteiras e quando crescer mostrar que é digno, que seu caráter se afirme e demonstra o alto espírito escoteiro de que é possuído. Claro poderia definir outras situações e finalidades. Se nesses casos os chefes alcançarem os resultados esperados, acredito que Baden Powell iria se fosse vivo aplaudir. Não era o que pensava, mas dizia que devemos olhar a frente do nosso nariz e não ser um gansinho, daquele que vai atrás. (Escotismo para Rapazes).
     
    Vamos lá, respondam para si mesmos. Vou fazer uma série de perguntas e as respostas ficam por conta de cada leitor. Que esse analise os prós e contras. Fiquem a vontade. Para facilitar, enumerei e coloquei no singular as diversas etapas do questionário:

00 – Sei perfeitamente que tem desde o início do ano, um programa detalhado de todas as atividades que irá fazer durante o ano. E isso sem sombra de duvida foi feito junto com os monitores que conseguiram subsídios com suas patrulhas. Seus assistentes participaram ativamente. É claro que o Grupo Escoteiro tem outra programação. Estamos falando da sua, da sua tropa. Não discuto, mas tenho certeza que cada patrulha recebeu uma copia desse programa no inicio do ano.

01 – Acredito sem sombra de duvidas que ali consta pelo menos (mínimo) três excursões de um dia, para adestramento e formação técnica, pelo menos três acampamentos de fins de semana e um grande acampamento de pelo menos quatro ou cinco dias em férias escolares ou feriados prolongados. Importante não preciso dizer do programa das patrulhas que iram fazer extra-sede. Voce e seus assistentes têm uma copia. Lá eles planejaram suas atividades tais como visitas a museus, lugares históricos e outros locais importantes em sua cidade. Sem sombra de dúvida você até já sabe que algumas patrulhas querem acampar sozinhos.

02 – Voce e seus assistentes já colocaram o Diretor e o Conselho de Chefes cientes do programa. Todos receberam uma copia, pois assim poderão saber quando estarão na sede para programar junto aos demais escotistas de outra sessão, tais como as trilhas e rota sênior ou mesmo a ponte pioneira. Sua preocupação com sua tropa é primordial. Sem um bom programa tudo poderá fracassar, mas você sabe por experiência que isso não vai acontecer.

03 – Por outro lado, estou ciente que sua tropa está bem preparada. Voce de antemão planejou tudo. Nas atividades ao ar livre, sua preocupação era fazê-los aprender a armar barracas em qualquer situação. À noite, com chuva e outras imprevisíveis. Até viu seus monitores junto à patrulha se adestrando nas técnicas de pioneirias simples. Eles já aprenderam a fazer um fogão suspenso, um bom toldo para a cozinha, um lenheiro, um porta ferramentas, uma mesa que cabe perfeitamente a patrulha e convidados, fossas de liquido e detritos. Inclusive a fossa central onde todos poderão usar.

04 – Entretanto, há tempos você vem lutando para que as patrulhas tenham seu material de campo completo. Claro você sabe disso melhor que eu, pois como diz um velho adágio, se vai para o mar, avie-te em terra. Voce nunca iria para um acampamento onde poderia faltar material. Voce já conseguiu um bom jogo de panelas, facões, machadinhas, barracas cisal e muitos outros itens importantes. Você melhor que eu sabe que eles devem estar bem acondicionado em sacos de lonas alceados, fáceis para transportar com dois bastão. Afirmo mesmo que suas patrulhas sabem manusear tudo. Voce já adestrou os monitores na arte de afiar ferramentas, olear e como mantê-las em um acampamento chuvoso.

05 – Não vou contradizer, pois com certeza os intendentes-almoxarifes de suas patrulhas tem tudo catalogado e sempre na saída e no retorno conferem o material e suas condições para ensacar. Não discuto você sabe muito bem que devem sair de lá tudo ensacado e limpo. Nada de fazer isso na sede em próximas reuniões. Voce sabe que isso não é certo. Correrias de ultima hora visando na chegada aí sim arrumar tudo não faz sua especialidade.

06 – E o adestramento das patrulhas? Espetacular! Você me dirá. Dão todas as amarras e costuras de arremate com perfeição, todos sabem pelo menos 15 nós escoteiros e o fazem de olhos fechados. Já aprenderam como rachar lenha, acender fogo mesmo debaixo de chuva. Sabem proteger a lenha no lenheiro para que não molhem. Acredito até que são peritos para usarem o cipó como substituto do sisal. Estou entrando num caminho errado. Sei que você já fez tudo isso. Desculpe. Soube inclusive que em uma excursão fizeram diversos tipos de mesas. Pirâmides, quadradas, sextavadas e uma infinidade de outras. Informaram-me inclusive que no ultimo acampamento suas patrulhas armaram o campo em menos de quatro horas. Parabéns. Mas lembrem-se, o tempo ideal é de três horas.

07 – Agora quanto aos locais, você e seus assistentes já rodaram bastante. Com pesquisas junto a outras tropas e com a ajuda de pais que os informaram, visitaram vários lugares. Claro que tudo está catalogado para não ficar repetitivo no mesmo local sempre. Desculpe entrar nessa área, mas você sabe que o acampamento de tropa é da tropa. Lá não tem lobos, pais, nada. É o acampamento da tropa. Uma tradição de anos e anos.

08 - O programa? Sem sombra de duvida foi feito por você, seus assistentes e os monitores com a ajuda das patrulhas. Voce se orgulha mesmo de cumpri-lo a risca. Horário para você é sagrado. Vejamos o que você faz e como faz:

 - Horário de saída sem atrasos. Boas canções se forem de ônibus ou a pé. Esqueci você perguntou aos monitores se revisaram o material antes de partir;

  - A intendência da chefia também estará pronta. Claro nem precisava dizer, você e seus assistentes terão campo próprio. Nada de atrapalhar o desenvolvimento do fazer fazendo e eles devem ter toda a liberdade de ação, claro sob a supervisão sua e de seus assistentes.

- O cardápio foi bem planejado e você nomeou um dos seus assistentes para a intendência geral. Claro alguns pais já providenciaram a compra de tudo, e você confia que nada vai faltar. Não esquecendo, sei que a taxa de acampamento foi recebida por um pai designado e os que não puderam pagar o Grupo Escoteiro se responsabilizou. E no final do acampamento, você sem sombra de duvida, vai prestar contas ao Diretor Tesoureiro. Isso é sagrado para você.

- Tudo estará empacotado e fácil para transporte. Voce terá sua própria barraca, vasilhame, sapa, idêntico aos da patrulha. Levarão uma barraca auxiliar para colocar a intendência. Os alimentos não podem molhar. Claro, irão fazer um estrado rapidamente para colocar em cima dele.

- Cada patrulha foi orientada que à medida que vão terminando suas tarefas designadas, dão o grito. (campo montado) e o seu monitor virá até o campo de chefia para informar. Sei que não vai até lá, pois no dia seguinte ira visitá-los mais detalhadamente durante a inspeção de campo. Bem, é possível que no almoço possa ter alguém na patrulha “tirando uma especialidade” e então você ou um dos seus assistentes irão até lá, somente com esse intuito e mais nada.
  
- Tudo está anotado para não esquecer. Exemplos: chegada, escolha e montagem do campo, Bandeira, Orações, jogos, adestramento, hora de almoço, jantar, lanches diurnos e noturnos, inspeções diárias. Corte de Honra, técnicas em geral, preparação para um grande jogo de duração de três horas ou mais. Fogo de Conselho, jogos noturnos. Horário de desmonte do campo, inspeção final. Saída do campo e chegada na sede.

09 – Seu programa é completo. Muito bem elaborado. Estará afixado em uma prancheta no quadro de avisos que existe junto a seu campo de chefia. Voce e isso eu não sei, pode não ser muito bom cozinheiro, mas sabe que dificilmente irá tomar as refeições nas patrulhas. Claro, uma vez ou outra a convite. Assim é melhor aprender e seus assistentes também. Irão se revisar.

10 – Voce acha graça de escotistas que só ficam apitando. Sabe que não é certo. Vai chamar na hora certa. Nos horários certos a não ser uma emergência. Sabe que também no campo apitar é desagradável, não combina com a natureza, o chilrear pássaros, o som da cascata, o farfalhar do vento. Voce gosta disto. Não quer se indispor com a natureza que tão gentilmente oferece um som maravilhoso. Já pensou inclusive em ter um berrante ou então aqueles apitos que imitam pássaros.

11 – Se o local oferece condições, você já orientou a todos sobre a preservação da natureza. Eles os jovens sabem que só vão cortar uma árvore pequena se não encontrarem alguma caída no chão. Se forem bambus ou eucalipto, todos sabem onde cortar 20 ou 30 centímetros das raízes. Foram informados que eles irão nascer novamente sem prejuízo da natureza. Quebrar galhos de plantas ou árvores sem motivos? Não. Deixar marcas nos troncos de arvores? Nunca! Eles não farão isso. E olhe, eles amam a natureza a tal ponto, que os pássaros iram com o tempo se alimentar em seus campos de patrulha. De a natureza o que é da natureza. Não agrida, respeite-a e você sabe que seus jovens são mestres nisso.

12- Voce como eu é bem exigente no uniforme. Não é por estar no campo que aceitará desleixo. Claro as horas de trabalho, de aprendizado, de jogos, portarão uma camiseta. Mas o restante da indumentária se fará presente. Claro, nas inspeções formais, no cerimonial de bandeira, estarão impecáveis com seus uniformes. Sabe que seu exemplo é importante, pois tem em suas tralhas se for um homem, seu aparelho de barbear higiene pessoal e se ao contrário, um pequeno estojo ou necesser. Sabe disso. Não vão virar “bichos” assim como seus escoteiros e escoteiras.

13 – Voce assim como eu, sabe que todos devem ter pelo menos oito horas de sono. É imprescindível. Que as horas de higiene pessoal é sagrada e será cobrada em todas as inspeções. Mas sabe que estão ali para divertir-se e aprender, portanto nada de soneca fora de hora ou outro tipos de ociosidade. Não se preocupe com o tempo gasto pelas patrulhas na preparação das refeições. Isso é adestramento puro e muito importante para eles. Sem essa de pais cozinhando para todos. Isso é próprio de acantonamento dos lobos e seus jovens não são mais patas-tenras.

14 – Sua preocupação é mínima. Pois confia em todos os jovens e principalmente em seus monitores. Nunca sairão sós do perímetro do campo. Seus monitores estarão sempre de sobreaviso e só andarão em duplas avisando o destino e a hora do retorno. Conhece profundamente as regras do POR do que diz respeito a banhos em lagoas, rios ou mar. Não irá facilitar de maneira nenhuma. Por isso conhece de cor e salteado as normas para acampar.

15 – Sabe perfeitamente que está ali para orientar, fiscalizar, colaborar e não visando seu bem estar próprio. Não faz seu feitio. Voce terá sempre em mãos se necessário em caso de emergência um telefone, um veículo e qual a cidade mais próxima com condições de atendimento. Picadas de animais peçonhentos (muito difícil acontecer) podem acontecer, mas pela minha experiência nunca vi. E claro, seu estojo de primeiros socorros é muito bom. Seus jovens sabem que não irão levar telefone celular, ele ficou em casa. Não tem graça ficar falando com a mamãe e o papai o tempo todo não? Afinal foram ali para desenvolver suas potencialidades de lideranças, saber tomar conta de si, aprender que a vida é uma luta e que vai chegar a hora deles próprios enfrentarem quando adultos. Claro estão ali para jogar seu próprio jogo, que foi feito para eles e aprender a fazer fazendo é uma arte.

16 – Voce está feliz. Seus assistentes também. Tudo está correndo perfeitamente conforme o planejado. Claro aqui e ali algumas adaptações, mas nada que signifique esquecer o seu bom programa feito com tanto carinho. Sentiu que tudo que precisavam ou já sabiam ou estão aprendendo ali. Vivendo em comunidade com sua patrulha, descobrindo suas responsabilidades perante aos outros, aprendendo a respeitar para ser respeitado, sabendo os direitos e deveres de cada um, conversando, cantando, contando historias a noite, dentro das barracas e você sabe, fatos como estes marcam para sempre.

17 – Sim, está orgulhoso, assim como seus assistentes. Não precisou ir acender fogo para algum cozinheiro desesperado. Não precisou criticar o arroz queimado, o feijão ainda duro, o bife sem sal, o café amargo, soube na Corte de Honra que todos levantaram na hora certa, todos estão colaborando na patrulha e salvo o Zezinho e o Tininho, que você conversou com eles fora do campo. Claro foi a sós, debaixo de uma sombra gostosa de uma figueira, calmamente, mostrando o caminho certo, que um dia passou por isso e que eles irão aprender daí para frente que jogar junto com todos é melhor que sozinhos.
18 – Voce amou profundamente o fogo de conselho. Preparado pelos monitores e pela patrulha de serviço designada. Lembrou quando disse que cada dia uma ficaria responsável, para limpeza fora dos seus campos, da arena da bandeira, do W.C, do lavatório e o serviço foi perfeito. Quando foram dormir, viu que todos choraram de alegria, ao final do fogo.

19 – Agora preparam para volta. Voce fará uma inspeção minuciosa em todos os campos e perímetro do campo. Para isso contará com a ajuda de seus assistentes e monitores. Já sabe que antes de empacotar o material, o intendente da patrulha verificou todos os itens. Toda a patrulha já verificou se as fossas foram bem incineradas, as de liquido bem acondicionadas e fechadas. Se o madeirame utilizado foi bem empilhado. A patrulha estará pronta para a inspeção final, impecáveis em seus uniformes, esperando a chegada da chefia. Se sente orgulhoso. Sabe que mais um passo foi dado para a formação individual e coletiva de todos eles.

20 – Hora de partir. A bandeira em posição para ser arriada. Voce e seus assistentes sabem que é hora de parabenizar a todos. Vão a um por um cumprimentado escoteiramente e dando a saudação escoteira com vigor e dizendo bem alto – Parabéns! Sempre Alerta. Hora dos gritos de patrulha, da bandeira, da oração, e... Sei, vai dizer que esqueci, mas você não. Convidou o proprietário do local ou então o caseiro ou responsável para o cerimonial. E em agradecimento entregou a ele o lenço do grupo e claro deu seu telefone para emergências. Assim você sabe que as portas ficarão abertas para sempre.

21 – Agora é esperar até o próximo. Pois esse sabe que a missão foi cumprida. Seu semblante é de felicidade. Seus assistentes sorriem. Seus escoteiros vibram com as canções dentro do veículo de retorno. Tudo o que aconteceu irá ficar marcado na memória de cada um. Para sempre.
      Muitos outros itens deixei de comentar aqui. Voce sabe disso. Espero não ter sido repetitivo. Você conhecem bem como é e talvez melhor que eu. Só estou aqui lembrando. E olhe, quando seus jovens ficarem insistindo para irem a uma atividade regional ou nacional de grande porte em detrimento de um bom acampamento, alguma coisa está errada. Se isso acontece, você não está acampando com sua tropa conforme devia. Atividades regionais e nacionais são importantes, mas nunca substituem um bom acampamento.
    
     No entanto, o que não acredito se ainda tem alguns escotistas que não estão agindo dessa maneira, aconselho a repensar o que estão fazendo. Vejam se os jovens estão permanecendo por anos, se todos sem exceção estão atingindo a meta progressiva de adestramento, se os livros de ata das reuniões de patrulha, do conselho de tropa e da Corte de Honra não diz nada ao contrário. Mas lembre-se, pode ser uma armadilha tal ação. Se estiverem agindo diferente e não tiveram oportunidade de fazer o que Baden Powell em Brownsea fez, então nunca poderão comparar o certo do errado. Já disse aqui um dia, se der minhocas para pescar baleias, eles ficarão no mar pescando indefinitivamente. Aprenderam assim.
        Olhe, desejo de coração que sua tropa atinja o nível máximo desejado. Maturidade e crescimento individual. Aconselho aqueles que ainda não fizeram a ir a bons cursos técnicos, pois assim seus jovens só irão ganhar agora e no futuro.
     Sua alegria vai ser inesquecível, quando ouvir comentários e sorrisos grandiosos dos jovens sobre o último acampamento. Mas se essas lembranças forem de outra atividade, acredito que você ainda não acertou o seu caminho para o sucesso.
    
      Converse, ouça, pergunte, faça pesquisa. Só assim saberá se realmente está acertando. E se achar que posso ajudar, não se acanhe, sou um "Velho" Lobo que nunca dorme. Procure-me. E não esqueça, admiro seu trabalho e em meu nome e claro acho que a UEB também diria o mesmo, parabenizo pelo seu esforço em conduzir rapazes e moças nas trilhas brilhantes que o escotismo oferece. O caminho para o sucesso, seu objetivo, foi alcançado.

Já viste por acaso, a luz das madrugadas
Uns veleiros azuis, singrando mar afora?
Ou em marcha a cantar patriótica toada,
Um grupo que na serra alcantilada
Em plena mata acampa e uma bandeira arvora?

Dessa flotilha azul, quem são os marinheiros
Que se animam a escalar das serrarias as alturas?
Contemplais que vereis, são jovens escoteiros
Entusiastas, joviais, briosos brasileiros
Quem lá vão brincar, ao leu, uma aventura!