HOTEL ESCOTEIRO

HOTEL ESCOTEIRO
cada foto tem uma história

domingo, 11 de dezembro de 2011

TÉCNICAS DE REUNIÕES DE TROPA



Técnicas de reuniões de tropa

Eu posso vencer o Jaguadart!
Seja ele do tamanho que for, seja ele meu próprio medo querendo me engolir,
Vou em frente,
Escalando torres, enquanto uma multidão torce para que eu perca,
E bravos companheiros,
Ao meu lado, acreditam que eu posso vencer.
Lewis Carroll - Alice no pais das maravilhas
            
          Não sei por que, iniciei este artigo lembrando-me da obra monumental de Alice no País das Maravilhas (título original em inglês: Alice’s Adventures in Wonderland, freqüentemente abreviado para “Alice in Wonderland“) é a obra mais conhecida do professor de matemática inglês Charles Lutwidge Dodgson, sob o pseudônimo de Lewis Carroll, que a publicou a quatro de julho de 1865, e uma das mais célebres do gênero literário nonsense ou do surrealismo, sendo considerada a obra clássica da literatura inglesa.
          
           Mas não se trata disso, pensei em comentar novas, ou melhor, antigas técnicas de reuniões de tropas escoteiras. Mas será que elas existem? Vamos ver o significado de técnicas – Vem do grego, Grega, τέχνη (Techno): arte, ciência inteligente, uma técnica é um procedimento ou um conjunto destes (as regras, normas ou protocolos), que visam atingir um determinado resultado, seja no campo da ciência, tecnologia, arte, educação ou qualquer outra atividade.
        
          Portanto se em suas tropas os procedimentos aqui descritos são realizados e tem dado resultados, este artigo não terá muita validade. No entanto se estão fazendo de modo diferente e os meninos permanecem por anos e gostam, aceito. Não há o que discutir. Assim mesmo convido a lerem e quem sabe podem ajudar a vários leitores para que suas tropas tenham o mesmo padrão que vocês, no desenvolvimento sadio dentro dos princípios da filosofia e do método escoteiro.
        
         Vejamos vou fazer um pequeno teste. Claro, será um teste simples, e tenho certeza que vocês vão tirar de letra. Afinal sou meio leigo no que se passa nas tropas hoje, pois como sabem sou das antigas e muitos dizem que sou um tradicionalista ultrapassado. Assim vou fazer esse, sem muitas delongas e observações que não dariam resultados em outro tipo de avaliação. Leiam e respondam para vocês os itens abaixo. Se quiserem, coloquem na frente duas ou três palavras – Sim, não ou talvez. (escrevi no singular)

01 - Você chega à sede, suas patrulhas já estão reunidas no seu Canto de Patrulha, conversando, vendo assuntos pendentes entre si e com seus monitores, verificando como estão às etapas, as conquistas de eficiência, tudo isso distribuído conjuntamente entre todos. Claro, cada um dos patrulheiros tem sua copia da ficha modelo 120 e sabe como anda seu adestramento. Ele sabe que assim como ele, todos carregam consigo não só a ficha, mas também programas, apostilas tudo dentro de uma pequena pasta portátil, que ele leva para casa e trás em todas as reuniões.

02 - De nenhum modo quando chegar à sede você vai ver correrias, gritos, escoteiros jogando futebol, uniforme desleixados e uns poucos em um canto, afastado dos demais. Eles sempre souberam que ao chegar para a reunião a patrulha se encontra ali. No seu Canto de Patrulha. Já devem ter chegados todos. Ninguém chega atrasado. É uma tradição;

03 - Você vai usar seu apito ou a trombeta, chamando os monitores, você sabe nunca se inicia uma reunião sem conversar antes com os monitores. São dois toques curtos e os demais irão permanecer vigilantes, sem perder a seqüência das atividades que estão desenvolvendo com os sub.monitores

04 - Seus monitores estarão sorridentes e lhe informarão como acontece todo início da reunião, que a patrulha de serviço já preparou as bandeiras para o cerimonial, fez a arrumação da sede, se houve ou não alguma mudança no programa (claro, eles já estarão informados previamente de parte do programa, pois quem sabe nele está determinado que um dos monitores ou outros membros de alguma patrulha serão os responsáveis para o desenvolvimento do jogo ou adestramento geral);

05 - Você vai dar pequenas instruções de como será a reunião, se o material necessário já foi separado, e junto com os seus assistentes irá explicar o que cada um deles deve fazer;

06 - Quando você fizer a chamada geral, eles irão correndo, (em fila) irão formar por patrulha e se apresentar não antes de dar o grito de patrulha. O monitor dará três passos a frente e vai dizer para você – Sempre Alerta chefe, patrulha formada, sem nenhuma falta. Claro, é um orgulho para o monitor informar que não existem faltosos em sua patrulha. Isso é importante, pois vai confirmar que a programação está atingindo o objetivo;

07 - Após isso, você com sinais manuais, irá formar a tropa em ferradura, e dá a ordem de inicio da atividade de bandeira, onde o garbo se fará presente, com os patrulheiros indicados pelo monitor para a cerimônia de asteamento. Voce sabe, não é o seu papel escolher. Tem de delegar para isso você conta com a patrulha de serviço (que se reveza a cada reunião). Voce vai observar com orgulho, que só estarão ali elementos uniformizados e muito bem uniformizados. Voce se sente bem. Eles têm garbo e boa ordem. Orgulham-se do uniforme, claro você sempre foi um exemplo para eles. Está sempre impecável em seu uniforme. Os que vão participar no asteamento também estarão impecáveis. Sabem que só após a promessa eles tem essa honra;

08 - Vais confirmar que após a cerimônia, onde todos ainda estarão em sinal de alerta (sentido), um dos membros da patrulha de serviço irá tomar a frente e fazer a oração. Ele já sabia que estava designado pelo monitor de sua patrulha e preparou uma bela prece, que todos terão orgulho em escutar;

09 - Em seguida você sabe, não preciso repetir você irá fazer o sinal de formatura em linha, e as patrulhas estarão preparadas para a inspeção inicial. Claro, você combinou com os assistentes e eles tomarão a iniciativa, anotando é claro todos os pormenores em ficha própria. Todos eles sabem que estão fazendo uma “Operação Patrulha Padrão” e esses pontos serão levados em consideração. Claro todos almejam a bandeirola Patrulha Padrão, que no mês anterior pertenceu aos “Corvos”. Todos os jogos, o treinamento e adestramento também valem ponto;

10 - Sem esperar você viu seu assistente chamar os monitores e com eles combinar os detalhes do jogo. Será um jogo bem forte, que pode ser uma corrida de biga, de cavalinho, de trenzinho, de Resposta imediata ou mesmo um scalp, seja o que for eles saberão das regras, tempo de jogo etc. Voce sabe, nunca fará um jogo de futebol ou algum parecido. Isso eles tem fora das reuniões em seus bairros;

11 - Claro, enquanto seu assistente dirige o jogo, você e outros estarão preparando o adestramento de técnicas escoteiras. Uma das poucas que irá fazer com toda a tropa, pois você sabe muito bem, quem prepara os escoteiros da patrulha nas suas etapas de classe é o monitor. Isso não cabe nenhuma dúvida. Para isso você sempre se reúne com eles, faz acampamentos e excursões com eles e sabe o quanto conhecem. Voce conhece bem o Sistema de Patrulhas;

12 - Nota-se que sua tropa está ativa, não perde tempo. Está sempre em movimento ou no Canto de Patrulha, que tão bem conhecem. Voce é claro, está orgulhoso de seus assistentes. São como uma única pessoa. Você é afável, pois sabe que precisa deles e nunca deixa de elogiá-los. Sem sombra de dúvidas sabe que valeu as reuniões com eles em sua casa, ou na sede ou quem sabe na casa de um deles. Eles se sentem orgulhosos. Alem de bem considerados participam ativamente no desenvolvimento do programa. Isto é bom, pois lhe dá condição de ter um tempo maior para sua família e atividades extra-sede;

13 - Voce olha o desenvolvimento do programa, agora é sua vez, não mais que dez minutos você tira para falar da Lei Escoteira. Voce preparou com carinho, algumas palavras sobre determinada lei ou todas, e vai pedindo aqui e ali que cada um ajude a você a completar, - Olhem diz você, eu conheci um escoteiro, esbelto, bem uniformizado, mas que não sabia o primeiro artigo da lei– e você olha para alguém, que fica em pé e não aceita o que você diz – Ele firmemente diz – Protesto chefe, eu sabia e então ele diz a lei. São dez minutos, não mais. Voce sabe que na outra, será diferente, talvez um jogo da lei, mas nunca vai faltar isso nas suas reuniões de tropa. A lei Escoteira é ponto de honra;

14 - A reunião já está no meio, uma base, ou uma troca de monitores entre patrulhas, para ver alguma etapa que estava programada naquele dia, onde os monitores serão os responsáveis para uma verificação em outra patrulha e saber se estão indo bem. Claro, cada sub.monitor vai receber com a patrulha formada o monitor visitante. Essa norma de conduta irá fazer com que todos saibam cumprir ordens. Tudo é claro dentro do regime participativo, onde todos terão voz e voto no Conselho de Patrulha. E eu sei, sua tropa usa desse expediente todo o tempo. Você sabe disso, porque um dos seus assistentes tem lido o livro de ata que eles fizeram;

15 - Porque não cantar? Claro, você sempre canta. Mas não daquela maneira gritada, alaridos sem nexo, uma algazarra onde quem grita mais acha que vai ter o dom de um bom cantor. Nada disso, você é como eu. Vai procurar um local adequado e como sempre convida alguém ou da tropa ou de fora, para vir com um violão ou outro instrumento, e durante dez ou quinze minutos irão cantar de uma maneira melodiosa, pois você sabe que ali todos irão aprender que a musica é uma maneira harmoniosa de se expressar por meio de sons, de uma maneira agradável aos ouvidos. Claro, você deve ter uma música nova no bolso do colete. Voce sabe, é um excelente chefe.

16 - Bem, está na hora de convidar os sub.monitores e juntamente com um assistente ver a limpeza e arrumação que fizeram na semana na sede e no material de patrulha. Claro eles estarão com as fichas de anotações. Todos querem ganhar a bandeirola de Patrulha Padrão. Fica informado que os Corvos foram excelentes. Voce sorri;

17 - Enquanto o assistente foi até a sede, você repassou com os monitores o jogo de adestramento que irá fazer. Simples. Cada patrulha irá receber uma corda de quatro ou oito metros, e irão fazer uma escada trançada usando bastão ou outra corda do mesmo tamanho. Claro eles sabem que o tempo é curto. Apenas 20 minutos. Voce já verificou onde podem testar a escada, ou seja, em revezamento todos irão subir e descer. Você é um expert na técnica escoteira, não vai ficar ao lado deles. Eles farão sozinhos. Faz parte do jogo, aprender a fazer fazendo;

18 - O jogo foi muito bom. Já está aproximando o horário de encerramento. As patrulhas em seu canto discutem o próximo acampamento de final de semana no Sitio da Trindade. Eles não conhecem o local, mas você já marcou com os monitores e assistentes de irem lá no domingo. Nada melhor que conhecer o local, as aguadas, madeirame e possíveis locais onde em caso de emergência poder procurar;

19 - Agora é o ultimo jogo. Surpresa. A tropa não sabe como vai ser. Os demais não foram preparados e muitos deles são aplicados pelos próprios monitores. É um bom jogo, claro, você tem uma boa biblioteca e sabe como preparar. No sábado anterior um dos assistentes foi quem preparou. Um sucesso!

20 - Chegou o horário de término. Sua tropa sabe que ali a pontualidade é ponto de honra para todos. Sempre dizem que são superiores aos britânicos. Ali se diz – pontualidade escoteira. Tem hora de começar e terminar. Desta vez, será feito ao contrário. Inspeção, oração, e PT de serviço para o cerimonial de encerramento. Tudo feito conforme é tradição na tropa. Neste dia não ouve entrega de distintivos ou especialidades. Se tivessem você sabe que Promessas no início e etapas ou distintivos no encerramento. Pela programação, já se sabe que os Panteras serão a próxima em serviço. O monitor solenemente entrega as bandeiras já empacotadas ao monitor da Pantera;

21 - Voce já deu três passos a frente, e com fibra e orgulho, faz o sinal de debandar. Mãos abaixadas, cruzando entre si três vezes. Voce fica orgulhoso. Seus assistentes também. Todos dão um passo à frente, juntos e gritam bem alto: Sempre Alerta chefe. Ninguém saí gritando. Ainda com os monitores as patrulhas repassam a reunião. Sabem que durante a semana haverá uma Corte de Honra. Está programado, sabem as datas do ano todo. Claro, os monitores tem a cópia do programa onde consta atividades de sede, de excursões e acampamentos;

22 - Agora você vai para sede esperar os monitores. A Patrulha Cão pediu para fazer um acampamento sem chefia. Voce sabe como é. Já aconteceu antes. Acha que estão preparados, mas que tem um patrulheiro que pode trazer problema. Mas você está disposto a deixá-los ir. Afinal a Corte de Honra aprovou. Ficaram de trazer o programa, o local, os horários e o cardápio. Já tem preparado o material de campo. Seus pais autorizaram. Tudo nos conformes. Voce os ouve, todos de uma vez, depois conversa só como o monitor da Cão. Voce sabe, irá lá duas vezes de surpresa. Os assistentes também vão colaborar visitando uma vez. Mas sem tirar a liberdade deles;

23 - Voce vai para a casa satisfeito e orgulhoso. Sabe que tem uma boa tropa. Ela foi preparada há anos. Seus monitores são seus amigos. Sempre acampam juntos. Voce sabe o quanto aprendeu com eles ouvindo e quanto eles aprenderam com você, seu irmão mais "Velho", seu orientador. Seu programa do próximo sábado já está pronto. Assim como nos próximos três meses. Preparou tudo com a colaboração das patrulhas e dos assistentes. Sabe que precisam só de uma ou outra “mexida” claro, sempre de comum acordo com os monitores.
          
          Bem meus amigos, fim do teste. Vocês analisam se os sim foram maiores que os não e vice versa.  Espero que as chefes femininas entendam que falei no masculino para facilitar, mas claro para elas é a mesma coisa. Neste teste, imaginei patrulhas separadas nada de mista. Não que não concorde, no entanto prefiro que cada tropa tenha liberdade de ação. Como temos centenas assim, aceito, tudo em nome dos resultados. E voltando ao teste, me desculpem por ser repetitivo. Sei que vocês fazem tudo isso e muito mais. Por isso digo que não existem técnicas, existe trabalho persistente, sem deixar de lado o Sistema de Patrulhas. Ele é a base. Ali o importante é o jovem ou a jovem. Voce é um mero participante, e sabe do seu papel de orientador.
          
             Sei bem que não vai agir por eles. Voce não irá carregá-los ou empurrá-los. Sabe que eles terão de aprender a fazer fazendo. Encerro meu artigo parabenizando todos vocês. Pelas tropas excelentes, de norte a sul do Brasil. Gostaria de visitá-los para sentir a vibração, que muitos dos seus jovens, ativos e participantes. Se isso não acontece é hora de mudar. Não aceitem patrulha com três ou quatro jovens, se isso acontece acredito que vocês devem repensar o programa.
         
              Desculpe mesmo por ser repetitivo. Claro, nos cursos de formação aprenderam tudo isso. E agora rumam para ser mais um da equipe de Giwell se preparando ao máximo, para que o Movimento Escoteiro tenha em pouco tempo alcançado sua autonomia e você faz parte preponderante. Sei que alem dos cursos conta cm uma excelente biblioteca escoteira em sua casa.

           No entanto, se acham que não é bem assim, que concordam ou discordam ou que querem aprender mais, não deixem de ler meus dois artigos aqui publicados. Sistema de Patrulhas e a Patrulha de Monitores. No entanto se acharem que possa ajudar em alguma coisa, não deixe de me contatar no meu email. Elioso@terra.com.br que terei o máximo prazer em ajudá-los.
         
              Parabéns pelo trabalho desenvolvido até então. O escotismo precisa de vocês e nunca desanimem, a estrada é longa, mas se a caminhada for boa irá levar a todos no Caminho para o Sucesso.

Bons ventos!

Cuidado com o Jabberwocky, meu filho! 
As mandíbulas que mordem as garras que pegar! 
Cuidado com o pássaro Jubjub, e evitar 
O Bandersnatch Frumious!
Ele arrancou sua espada vorpal da mão: 
Longo tempo o inimigo manxome ele procurou, 
Então, ele descansou pela árvore Tumtum, 
E ficou por algum tempo no pensamento.
Um, dois! Um, dois! E através e por meio 
A lâmina vorpal foi snicker lanche! 
Ele deixou mortos, e com a cabeça 
Ele foi galumphing volta.
"E tu mataste o Jaguadarte? 
Venha para meus braços, oh menino meu! 
O dia colossal! Callooh! Callay! “
Ele gargalhou na sua alegria.